Queijo Colonial do Sudoeste do Paraná

Na região Sudoeste é forte a tradição do queijo colonial, produzido de forma artesanal.
Selo Queijo do Sudoeste
Tempo de leitura: < 1 minutos

Ebook da indicação

Veja catálogo digital

QUEIJO COLONIAL DO SUDOESTE DO PARANÁ
SABOR ÚNICO, RICO E PRONUNCIADO

O queijo Colonial é característico da região Sul do País. O grande diferencial está na utilização do leite cru, aliado ao saber-fazer dos produtores, o que proporciona um sabor característico e sensorialidade de um queijo artesanal que segue uma receita antiga, familiar, passada por gerações. Além do leite, são utilizados coalho e sal na produção.

O Queijo Colonial costuma ter formato arredondado ou cilíndrico, com cerca de 1 a 2 quilos de peso. O queijo possui textura semidura a dura. Após um período de maturação (cura), pode desenvolver uma textura mais firme, característica do queijo Colonial mais antigo.

O sabor é rico e pronunciado, com nuances de salgado e ligeiramente ácido. O sabor pode variar dependendo do tempo de maturação, tornando-se mais intenso e complexo à medida que envelhece. O Queijo Colonial do Sudoeste do Paraná passa por um processo de maturação que pode variar de alguns dias a vários meses. Durante esse período, o queijo adquire as características sensoriais específicas.

Queijo do Sudoeste

 

Na região Sudoeste é forte a tradição do queijo Colonial, herança dos imigrantes europeus do Sul do Brasil, os quais trouxeram a tecnologia da fabricação dos queijos adaptando às condições brasileiras e que chegaram na região em 1940, vindos de Santa Catarina e Rio Grande do Sul e trazendo o saber-fazer do queijo Colonial.

O queijo é produzido de forma artesanal por pequenos produtores, não por laticínios. Ainda que adote um modelo de fabricação melhorado e modernizado, segue a receita antiga e mantém o aspecto cultural. A região Sudoeste do Paraná é uma área com grande concentração de pequenos produtores que se dedicam à fabricação artesanal desses queijos. Os queijos têm uma regulamentação, são fiscalizados, formalizados e seguros para o consumo.

A região possui condições favoráveis para a produção de queijos de qualidade, como o clima, abundância de pastagens e uma tradição cultural ligada à produção de laticínios.

Os produtores de queijo Colonial do Sudoeste do Paraná geralmente utilizam leite de produção própria, proveniente de pequenas propriedades rurais e com cuidados especiais na alimentação e manejo dos animais. Isso contribui para a obtenção de um leite de qualidade, que é um dos principais fatores para a produção de queijos de excelência.

O Sudoeste do Paraná produz cerca de 26% do total do leite paranaense, devido às características culturais e naturais favoráveis. Estima-se que são produzidas cerca de 2.793 toneladas de queijos por ano na região.

A produção de queijos Coloniais na região é uma atividade familiar, passada de geração em geração. Os produtores valorizam as técnicas tradicionais e a qualidade do produto final, mantendo o processo de fabricação artesanal. A produção é geralmente de pequena escala, focada no mercado local e regional.

Portanto, a região Sudoeste do Paraná é reconhecida como um importante polo produtor de queijos Coloniais, onde a tradição, o cuidado na produção e a qualidade dos produtos são características marcantes. A região oferece aos consumidores a oportunidade de apreciar queijos artesanais de sabor único e com uma identidade cultural própria.

 

 

Selo Queijo do Sudoeste
Compartilhe essa indicação:

Leia também sobre:

Pesquise em nosso site