ATA 20ª Reunião do Fórum Origens Paraná

Aos vinte e sete dias do mês de outubro de dois mil e vinte e dois, na Associação Comercial do Paraná em Curitiba, aconteceu a vigésima reunião do Fórum de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas do Paraná.
Tempo de leitura: < 1 minutos

Fórum Origens Paraná

Ata da Reunião

Informações sobre a Reunião

Reunião presencial na Associação Comercial do Paraná – ACP PR sendo que no período da manhã a programação teve início 9h30 com abertura do Sr. Camilo para boas vindas institucionais. Relatou desafios do momento e mudanças de horário no comércio de Curitiba e benefícios desse momento. Na sequência passou a palavra para Dislene que também compõem equipe diretiva da ACP que valorizou a ação, deu boas-vindas e desejou que ali começasse uma parceria mais fortalecida para incentivo a comercializações dos produtos da Indicação Geográfica reforçando que ali é a casa da erva-mate desdobramentos do trabalho do Sr. Ildefonfo o então conhecido Barão do Serro Azul dentro do contexto histórico-cultural do Paraná.

Após essa fala Ton Lugarini, diretor do Fórum Origens Paraná agradeceu a parceria, acolhida à casa ACP e aos convidados fazendo abertura do dia para os participantes e convidados. Comentou a importância da parceria e a programação do dia convidando a fala Lendari e Dranka para fazerem o lançamento oficial do evento Matte World que acontecerá em Curitiba no Museu Oscar Niemieyer em março de 2023.

Dranka fez uma introdução do que seria o contexto atual da erva-mate sua representatividade econômica, social, cultural e ambiental nos três estados (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) comentando aspectos da sua própria experiência e também trabalhos científicos. Na sequência Lendari apresentou a programação do evento convidando todos à fazerem parte e divulgarem as iniciativas tão relevantes para o fortalecimento do setor. Reforçou a importância da união de todos para que o tema das Indicações Geográficas e do tema erva-mate ganhe novas frentes.

Após esse momento todos foram convidados à irem no lobby principal fazerem uma experiência sensorial com orientação do André. Foi apresentado um recorte de como é feita a avaliação do AVALIAMATE uma ferramenta criada pela Chimateria para identificar o perfil das ervas e poder aprofundar uma classificação e caracterização de cada erva auxiliando assim um aprofundamento dos conteúdos sobre o tema e um desdobramento mercadológico aprofundado para clientes finais, garantindo qualidade e características de escolha. Atualmente o método está sendo validado por universidades para futuramente se tornar um selo. A avaliação está em seu 3° ano de aplicação e conta com profissionais renomados da gastronomia para seu entendimento e aplicação. Os participantes puderam experimentar um chá de mate verde servido na hora para observar e avaliar suas características juntamente com os orientadores da atividade (Lendari, Dranka, André e Eva).

Logo após esse momento todos retornaram ao auditório e devido alguns atrasos nas agendas iniciais Ton passou a palavra a Katalin Stammer que iria ministrar a oficina de Design Sensorial – parte 2 para fazer uma breve apresentação e deixar para um outro momento na programação 2023 para aprofundamento do tema. Katalin comentou a importância de trabalharmos o tema pertencimento e familiaridade associada as IGs para pessoas leigas e consumidores finais que sejam sensibilizados de modo mais efetivo. Após essa fala todos foram convidados ao almoço que ocorreu no mesmo local, na sala ao lado.
Ton Lugarini abriu a programação da tarde reforçando as próximas etapas da tarde. Convidou Mabel para abordar sobre encontro internacional das IGs em Curitiba PR em dezembro 2022. Na sequência passaram vídeo do influencer Rui Morschel (Vinhos Bituruna).

Ton chama Henrique para falar de comercialização e qual a proposta para Origens Paraná nesse contexto da Vendinha 24h. Henrique se apresenta e apresenta o conceito de micro marketing, minimercado e pequenos mercados focados nas novas tendências. A loja trabalha no modelo de confiança não tem ninguém cobrando, nem barrando a comercialização e funciona como self-service. Num grupo de 20 lojas locais e um centro de distribuição. Comentou sobre a negociação da loja no Mercado Municipal de Curitiba e as possibilidades de experimentação de produtos.

O modelo de loja trabalha com reabastecimento de pontos de venda e agora conseguiu liberação de uso de alvará por não ter operação. Trabalha com um mix de produtos bem variados e atende por volta de 8.000 pessoas/mês através dos condomínios. Não existem taxas para expor os produtos. A seleção é feita por demanda e qualidade dos produtos. Aceita todos os tipos de pagamento apresentando outros diferenciais também. Chegam a reabastecer 4 vezes por semana.

Se comunica com os clientes diretamente por whatsapp. Controle rigoroso de prazo de validade. Tem monitoramento dos ambientes e algumas questões quanto a roubos, porém pouca porcentagem.

Oportunidades de venda através desse novo canal em relação aos mercados tradicionais. Construtoras já estão se posicionando para esse tipo de mercado o o que reforça o conceito crescente. Henrique passou os contatos para setor de compras dos produtos e disponibilidade para praças de Curitiba e Maringá caso as IGs tenham interesse de negociar. Henrique agradece e Mabel pede a palavra para agradecer a presença dele e explicar a importância da valorização dos produtos nesses ambientes. Henrique volta a comentar sobre a possibilidade de personalização para os produtos de IGs e MCs e a importância dessa parceria nessa negociação com Mercado Municipal. Explicando a importância do código de barras e qualidade da embalagem para o bom funcionamento da parceria. Henrique explica que eles compram o produto e são responsáveis pela comercialização. Não trabalham com consignado. Congelados vendem muito. Eles compram e são responsáveis pelos produtos.

É questionado como é feito o preço e Henrique comenta margem de 30% no geral. Comenta que depende da tabela que eles praticarão também. A margem tenta também ser bem competitiva. Rui pergunta sobre a questão de produtos similares às IGs existentes atualmente na operação deles e Henrique comenta alguns cases como o sorvete Trevizzo entre outros. Henrique agradece e convida todos para participarem.

Ton pede a palavra e solicita que seja colocado a programação do evento internacional para ser apresentado. Enquanto é colocada a programação, Mabel aproveita para apresentar a Walkiria e sua proposta de ter uma loja de produtos das IGs associado ao seu novo restaurante. Apresenta seus projetos do seu restaurante Casa Paranaense e seus desdobramentos com produtos locais associados. Walkiria convida todos para fazer contato e demonstra interesse nas negociações.

Ton retorna a palavra e inicia a apresentação da 5° edição do evento internacional. Comenta a importância das edições anteriores e a própria formação do Fórum Origens nesse contexto anterior. Ton comenta a importância da estruturação dos setores como um todo nesse ambiente do evento para networking fazendo um convite oficial ao grupo todo e pede que os presentes repliquem o convite aos demais.

Apresenta a programação dos dia 08, 09 e 10 de dezembro enfatizando o formato produtivo e interessante dos painéis. Comenta sobre a “feirinha” nessa edição e como foram as anteriores.

Ton chama Mabel para complementar as informações. Mabel comenta sobre a formatação da feira do Alto da Glória para esse momento com uma extensão de barracas específicas para esse dias em parceria com a prefeitura de Curitiba e possível rodada de negócios com os feirantes. Mabel continua detalhando o evento e as possibilidade de programação associadas. Comenta sobre os painéis e participações de estrangeiros com cases (portugueses, espanhóis, franceses, entre outros convidados) dizendo sobre a importância sobre essa troca. Fala sobre o ambiente do Memorial de Curitiba onde será realizada e que será um evento marcante para nosso estado. Comenta sobre o importância da presença e participação de todos.

Mabel passa a palavra novamente ao Ton que agradece as informações fortalecendo tudo que foi mencionado. Mabel comenta sobre a intenção de ter pelo menos de 100 IGs até o dia do evento (atualmente com 95 IGs nível nacional).
A Kassandra do INPI diz que existe um esforço e compromisso institucional para que se alcance as 100 IGs até a data do evento e também represente a comemoração de 20 anos da primeira IGs reconhecidas.

Mabel comenta das próximos reconhecimentos e como existe a expectativa em relação a isso. Kassandra comenta sobre a alegria de saber que o evento será em Curitiba e como isso é uma resposta a todo esforço que tem sido feito desde o início do Fórum Origens.
Ton comenta sobre a nova diretoria e que a Mabel deva continuar como assessora. Reforçando que estarão próximos sempre, porém que é muito saudável essa troca. Mabel cita as instituições parceiras que continuaram apoiando. O SEBRAE continuará apoiando se assim for o desejo. Ton reforça a mudança de diretoria e pede que registrem as chapas e caso não sejam feitas serão feitas indicações. Disse que as eleições serão realizadas em Fevereiro/2023 cumprindo as agendas que coincidem com a formação do fórum.
Mabel chama os Agentes Locais de Inovação – Lyssandra, Ana Paula, Osmar – para apresentação do trabalho e contextos de cada IG / Alimentos e Bebidas em relação a inovação, tecnologia e relacionamento com instituições. Os ALIs vão buscar soluções para montar os planos de trabalho de cada regional.

Ton explica o apoio das instituições para que as coisas efetivamente aconteçam. Que temos 16 processos de indicações geográficas em andamento e como isso acontece com apoio dos parceiros que não necessariamente são recursos financeiros. Ton agradece pelo espaço pelo apoio da ACP pelo ambiente que foi cedido e convida os responsáveis para fazerem parte do Fórum compondo também o grupo do whatsapp.

Mabel reforça a importância do grupo e da intensidade da interação entre o Fórum desde a formação. Ton agradece sugere que sigam o Rui nas redes sociais, reforça tudo que foi tratado na pauta atual.

Rui menciona que estão fazendo a segunda edição de vídeos agora indo até as regiões presencialmente e que irão lançar em conjunto. Ton agradece ao Rui.

Todos são convidados a se direcionarem para sala ao lado aonde acontecerá o Encontro de Negócios com cervejarias da Prócerva. No total 9 cervejarias foram convidadas para esse momento de troca de informações com as empresas que compõem as IGs MCs do Paraná. Todos se reúnem na sala ao lado onde Ton e Mabel coordenam um diálogo sobre as perspectivas de parceira, dúvidas e sugestões. São levantados pontos sobre o uso dos selos das IGs nas embalagens, alguns aspectos em relação à sazonalidade e possibilidades de parcerias e marketings associados entre marcas. Falou-se também em grupos de cervejarias se estruturarem como marcas coletivas ou possibilidades similares. O evento foi finalizado com o convite da Mabel e Ton para que as cervejarias iniciem um diálogo mais aprofundado com o SEBRAE e com o Fórum Origens para alinhar essas possibilidades e possibilitar ações continuadas.
Todos se despedem e o evento encerrado formalmente por Ton Lugarini.

 

 

Compartilhe essa Ata do Fórum:

Leia também sobre:

Fórum Origens Paraná

Promovendo a Excelência Regional

O Fórum Origens Paraná é uma plataforma colaborativa dedicada à promoção e valorização das Indicações Geográficas (IGs) e Marcas Coletivas no Paraná. Este fórum nasceu da união de esforços entre entidades públicas e privadas, grupos de produtores e outros stakeholders, com o objetivo de fortalecer a identidade regional e impulsionar o desenvolvimento sustentável.

A missão do Fórum é destacar a singularidade e qualidade dos produtos paranaenses através das IGs, ferramentas essenciais para diferenciar, inovar e aumentar a competitividade no mercado. As atividades do Fórum incluem a articulação de parcerias estratégicas, a promoção de práticas sustentáveis, a educação e conscientização sobre a importância das IGs, e o apoio ao desenvolvimento econômico e social das comunidades locais.

O Fórum Origens Paraná desempenha um papel crucial em elevar o padrão de qualidade e reconhecimento dos produtos do Paraná, contribuindo significativamente para a economia local, a preservação das tradições culturais e a promoção de um desenvolvimento regional mais equilibrado e sustentável.

O Paraná já tem uma Indicação de Procedência (IP)
“Cafés Especiais do Norte Pioneiro”

O projeto Cafés Especiais do Norte Pioneiro é a primeira Indicação Geográfica do Paraná e atua com base em quatro pilares: associativismo, produção, rastreabilidade e mercado.

Ao todo, abrange 45 municípios do Norte Pioneiro e conta com a participação ativa de aproximadamente 300 produtores, sendo que 90% desses são de pequeno porte.

O projeto possibilitou a criação de uma das maiores feiras de cafés especiais do Brasil. Além disso, também foram criadas uma associação – a Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (ACENPP), que responde pela parte de articulação e política do projeto; e uma cooperativa – a Cooperativa de Cafés Especiais e Certificados do Norte Pioneiro do Paraná (COCENPP), responsável pela comercialização do café.

O café do Norte Pioneiro já é exportado há 5 anos e, atualmente, a capacidade e a tecnologia de produção e colheita estão sendo aprimoradas com o objetivo de aumentar qualidade, agregar valor e atender a demanda em constante crescimento.

Pesquise em nosso site