Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightFinanças e Tributoskeyboard_arrow_rightArtigos

Prototipagem: o que é, vantagens e exemplos

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Prototipagem: o que é, vantagens e exemplos
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 14 NOV. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase


Você conhece o conceito de brainstorming? Em português, o seu significado é Tempestade de Ideias, ou seja, uma técnica de compartilhamento de ideias com mais pessoas para a criação de um espaço para o surgimento de várias percepções. Desse modo, começam a, de fato, chover novas e criativas abstrações.  

Este é só um dos diversos métodos de estímulo à criatividade que existem e que são muito falados. Mas o que não te contam é que: de nada adianta ter ideias em larga escala se elas apenas ficam no mundo do pensamento e não são colocadas em prática!  

A prototipagem surge, então, como peça fundamental para criar versões prévias de uma ideia e, assim, transformá-las em realidade. E, hoje, falaremos sobre este assunto: o que são protótipos, quais suas vantagens, seus exemplos e diferentes tipos. Para conferir, continue lendo!


O que são protótipos?


Pense no rascunho... é justamente essa a lógica dos protótipos! Trata-se da criação inicial de uma ideia, seja de forma física ou virtual.

É como se uma primeira versão de uma concepção de produto, serviço ou solução fosse desenvolvida. Assim, projeta-se invenção para o mundo real a fim de testar a sua utilidade e eficiência e, dessa forma, validá-lo ou não.

Nesta fase, não é necessário ter todos os elementos daquilo que será produzido, no entanto, convém contar com as funcionalidades principais para checar se há possibilidade de obter êxito e se está ajustado com a necessidade do público ao qual se destina.


Pablo Picasso, pintor da Mona Lisa e um dos artistas mais relevantes do século 20, tinha como hobbie desenhar em guardanapos antes de ir para a tela. Segundo ele, era assim que podia se expressar de maneira mais honesta e simples.


Trazendo para a prototipagem, testar a ideia em um formato prévio, é garantir que os objetivos e as estratégias do produto estejam alinhados à sua versão final. Ou seja, é viabilizar que aquilo que será produzido realmente dê conta de ser o que foi planejado para ser. E essa é só uma das vantagens de investir nos protótipos; conheça mais algumas delas a seguir!


Você também gostará: Caminhos da inovação: proposta de processo para desenhar projetos inovadores!


mão de pessoas montando protótipos em folhas com caneta postite


Por que criar um protótipo?

Porque as vantagens que podem ser alcançadas por meio deste mecanismo são inúmeras! Elas vão desde o refinamento de designs a identificação de falhas. Veja algumas delas:

  • Redução de custos e incertezas: será possível identificar o que está presente no projeto e não acrescenta em benefício, gerando gastos desnecessários, bem como descobrir outros componentes que podem ser incluídos de forma menos onerosa. Além disso, também fica mais fácil de observar se há chances de o produto dar certo, evitando surpresas futuras e investimentos sem retorno;
  • Antecipar a interatividade do produto com o público: produzir testes propicia que as necessidades dos usuários sejam colocadas frente a frente às funções do bem; assim, é possível alinhá-los a partir dos feedbacks recebidos;
  • Replicabilidade: como diz respeito a fase inicial, é possível repeti-la quantas vezes foram necessárias;
  • Validação do design: é possível saber se o resultado final ficará próximo ao que foi idealizado em termos de estética e qualidade visual;
  • Aprimoramento: será viável checar os acertos e reconhecer os erros de forma rápida, proporcionando, assim, maior aperfeiçoamento estratégico do produto.

Compreendidos o conceito e os proveitos dos protótipos, importa conhecer quais são os seus tipos e explorar alguns de seus exemplos.



Quais os diferentes tipos de protótipos que existem?

Podemos classificar os diferentes modelos de protótipos em três grupos, são eles:  

pessoas desenhado com lápis e canetas


1. Protótipos de exibição

O seu objetivo é a aparência e não a sua função, necessariamente. Assim, nestes modelos, o foco será no design, nas características que evidenciam a harmonia, as proporções e beleza, no desenvolvimento criativo e visual, no desenho industrial e nas configurações de imagem e apresentação.

Pensamos em uma linha de maquiagem, a prototipagem de exibição focalizará nos formatos e nas figuras e ilustrações das embalagens, por exemplo.  

2. Protótipos funcionais

Diferentemente do anterior, este tipo de protótipo tem como propósito destacar e testar as funções, a fim de reconhecer se o desempenho é positivo ou negativo.

Agora foquemos em um software para computador, o protótipo propiciará entender se ele está funcionando bem, cumprindo a incumbência para a qual foi criado.  

3. Protótipos em miniatura

Já no caso das miniaturas, são observados ambos os aspectos destacados acima. Dessa forma, visualiza-se a aparência e a funcionalidade, sem, no entanto, aproximar-se tanto da realidade em razão de este modelo não englobar as características mais próximas do produto final.  

Quais são os exemplos de protótipos?

Conforme a tecnologia vai sendo aprimorada, as diferentes espécies de protótipos também acabam sendo aperfeiçoadas. Sem contar que novas vão surgindo para atender às necessidades que o rascunho precisa corresponder. Mas os principais são:  

mulher escrevendo numa cartolina um projeto de layout


1. Impressão 3D

A partir de uma impressora 3D, um objeto é criado de maneira sólida, servindo para analisar produtos. Este é um ótimo exemplo de protótipo de exibição.  

2. Papel

O mais clássico de todos, trata-se de um protótipo no qual é possível desenhar, bem como criar detalhes e esquemas. O processo pode ser feito à mão e ganhar aprimoramento gradualmente, conforme for sendo validado.  

3. Formato digital

Neste caso, a criação é feita a partir de programas virtuais, possibilitando uma maior exploração do modelo com uma realidade digital bem real.

Bem, neste artigo pudemos conhecer os que são protótipos, a relevância em optar pela prototipagem. Além disso, vimos também quais são os tipos e exemplos disponíveis atualmente. Esperamos que o conteúdo te ajude a tirar aquela ideia da cabeça e torná-la realidade de uma vez por todas.

Para tanto, confira também 6 dicas para colocar os seus sonhos em prática. Continue acompanhando o blog da Comunidade Sebrae e até a próxima!

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Finanças e Tributos
Finanças e Tributos
people 4568 participantes
Comunidade digital que reune informações e conteúdos sobre FINANÇAS e TRIBUTOS diariamente. Participe!
fixo
Em alta
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?