Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Saúde Emocional na Relação de Trabalho

avatar ANDRE VINICIUS TOLENTINO
Andre Vinicius Tolentinofavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Saúde Emocional na Relação de Trabalho
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 26 SET. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Conhecidas como mal do século, as doenças emocionais, como a depressão e os transtornos decorrentes da ansiedade generalizada, vêm se tornando os maiores motivos de afastamento do trabalho e consequente concessão de auxílio-doença. 

Contudo, apesar dessa popularidade, as doenças emocionais ainda são bastante estigmatizadas ou mesmo marginalizadas, sobretudo quando possuem gatilhos relacionados a vícios, como a dependência de álcool, drogas ilícitas, medicamentos ou mesmo em internet. 

De forma geral, a dependência de qualquer substância ainda é vista como algo à margem da sociedade, como um desvio de caráter, e não como decorrência de uma doença crônica, cujo usuário, a fim de sanar uma dor profunda, busca em substâncias ilícitas (ou mesmo lícitas, como álcool e medicamentos) um meio de sanar essa depressão ou ansiedade não tratada. 

Por sua vez, as doenças emocionais decorrentes diretamente do stress diário vêm aumentando a cada ano, tendo sido ainda agravadas em razão da pandemia, visto que possuem uma relação direta com a diminuição da quantidade de hormônios bons produzidos, como a serotonina, a dopamina e a endorfina que, para sua liberação e recepção, depende de uma rotina mais relaxante e prazerosa. 

Ou seja, transtornos relacionados a saúde emocional não é falta de louça pra lavar, não é frescura, não é fraqueza e também não é para chamar a atenção!

A depressão, a ansiedade generalizada, a síndrome de Burnout e também os vícios são consequência de uma rotina desgastante, de anos e anos de pressão sobre resultados, seja de terceiros ou de si próprio. 

As empresas, os colegas de trabalho, as famílias e mesmo as igrejas precisam estar preparadas para perceber os sintomas dessas doenças e a ouvir, nunca para julgar, mas sim para saber como orientar, como indicar um profissional especializado e sobre como ajudar aquele que precisa. 

Ainda, como todas as doenças, as patologias relacionadas a saúde emocional dão direito ao afastamento remunerado e, depois do 15º dia, ao recebimento de auxílio-doença pelo INSS. 

Também não é possível a demissão por justa causa motivada por seus sintomas comuns, como no caso de embriaguez do alcoolista ou de falta cometida por aquele diagnosticado com depressão, sendo então, nesses casos, recomendado que encaminhe o colaborador para o médico do trabalho, a fim de analisar a possibilidade de seu afastamento imediato. 

Por fim, esperamos que, como sociedade, possamos evoluir não apenas no sentido de rapidamente diagnosticar e superar os preconceitos existentes contra as doenças emocionais mas, acima de tudo, possamos compreender os limites humanos, ser mais tolerante para com os outros e conosco e, acima de tudo, tenhamos uma vida muito mais saudável, em todos os sentidos. 

Conheça os requisitos de validade do Atestado Médico!


Instagram @andretolentinoadv

avatar ANDRE VINICIUS TOLENTINO
Andre Vinicius Tolentino
Como advogado, palestrante e articulista, busco ressaltar os pontos de convergência entre patrão e empregado, como meio de colaborar com o desenvolvimento sustentável e humanista. Instagram @andretolentinoadvfavorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 749 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?