Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Atestado médico na relação de emprego

avatar ANDRE VINICIUS TOLENTINO
Andre Vinicius Tolentinofavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Atestado médico na relação de emprego
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 15 AGO. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A falta motivada por conta de doença é considerada justificada para a legislação trabalhista, acarretando o dever da empresa pagar pelo dia, mesmo não trabalhado. 

Porém, para que o atestado tenha validade para justificar a falta são necessários alguns requisitos, senão vejamos: 

Requisitos: o atestado deverá indicar com letra legível a data, o período de afastamento, o nome do médico, sua assinatura e inscrição junto ao conselho de classe; 

Validade: a empresa não poderá recusar o atestado emitido por profissional habilitado, mas poderá exigir que o colaborador passe por nova avaliação por médico da empresa ou do convênio;

Prazo: a legislação não prevê expressamente o prazo para entrega, sendo considerável razoável em até 48 horas a contar do primeiro dia de afastamento, salvo em casos graves;

CID: o atestado médico não precisa indicar o CID da doença, sendo inclusive hoje recomendável que se omita esta informação a fim de preservar o sigilo ao colaborador; 

Acompanhamento: a legislação brasileira não dá direito a falta justificada por acompanhamento de filhos ou parentes, exceto em casos específicos, sendo assim, é importante que se consulte a convenção coletiva da categoria ou faça um acordo individual para esses casos;

Ainda, é importante destacarmos que a empresa apenas deverá arcar com o salário pelos primeiros 15 dias de afastamento (contínuos ou dentro de 60 dias, mesmo que descontinuados) e, após este período, deverá ser encaminhado ao INSS para se submeter a perícia médica e, caso entendam necessário, receber o auxílio-doença pelo prazo determinado. 

Saiba mais sobre o que fazer quando o empregado adoece:https://sebraepr.com.br/comunidade/artigo/que-fazer-quando-o-empregado-adoece

Por fim, sugerimos que sempre busque um advogado de confiança para analisar a situação concreta e informar sobre os direitos e garantias da empresa e dos colaboradores. 

Instagram @andretolentinoadv

avatar ANDRE VINICIUS TOLENTINO
Andre Vinicius Tolentino
Como advogado, palestrante e articulista, busco ressaltar os pontos de convergência entre patrão e empregado, como meio de colaborar com o desenvolvimento sustentável e humanista. Instagram @andretolentinoadvfavorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 752 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?