Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightVida de MEIkeyboard_arrow_rightArtigos

Tendências para o setor da Construção Civil - PÓS COVID-19 2020-21

avatar MARICILIA VOLPATO
Maricilia Volpatofavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Tendências para o setor da Construção Civil - PÓS COVID-19 2020-21
Criado em 26 MAR. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Para falar de tendências para vocês vamos trazer como referencia  o Guia de Tendências do SEBRAE 2020-21. Esse guia  é um projeto que conta com uma abundância de informações e insights sobre as mais recentes tendências de mercado. 

Em 2020 e continua em 2021, o cenário é diferente e tudo gira em torno dos impactos da COVID-19 pelo mundo. E no Brasil não é diferente, tem grandes desafios para salvar vidas e  perguntando-se o que fazer para salvar e a sua economia. 

O Coronavírus virou a sociedade de cabeça para baixo, impactando não apenas o estilo de vida das pessoas como a indústria e a política a nível global. Reconhecendo a urgência do momento, o SEBRAE decidiu publicar uma edição especial do Guia de Tendências 2020-21, considerando especialmente os reflexos da pandemia sobre o mercado e a sociedade.

O guia vem para ajudar empreendedores, que estão sendo de alguma forma impactados  nesse momento de pandemia a reagirem e se adaptarem a essa nova realidade.

Mas do que trata o Guia especificamente? É relatório que apresentando as tendências mais relevantes para os pequenos negócios, a partir do cenário da pandemia. Ao todo, foram identificadas 45 tendências.  Todas estas tendências estão separadas por pilares de Gestão; Consumo e sociedade; Tecnologia e Experiências. Selecionamos as mais relevantes para apresentar à vocês relacionada ao segmento de Construção Civil.

1. Nada se Cria tudo se Transforma. As leis estão cada vez mais rigorosas quanto à responsabilidade ambiental das empresas, fazendo com que os negócios tenham que implementar soluções como a  de logística reversa, entre outras . Anteriormente à pandemia, uma instabilidade sistêmica já vinha sendo sinalizada. Uma das consequências  mais evidentes deste cenário são as crises ambientais, diretamente relacionadas com o excesso de consumo e a alta demanda por matérias-primas provenientes de recursos naturais. Diante disso, iniciativas que propõem um consumo mais otimizado, oferecer serviços de reparo ou customização e opções de venda de segunda mão deverão se destacar. Este é o momento para repensar o sistema vigente e promover inovações!

Vejam o case da Biothanks que ajudam a entender essa tendências. Já estamos cansados de saber que o nosso planeta está no limite e receber lixo descartado incorretamente contribui ainda mais para esse processo. Sabendo disso e, somado aos dados que em São Paulo,  a geração de resíduos de construção civil está por volta de 4,5 mil toneladas por dia e que desta quantidade, 75% são despejados em lugares inapropriados como beiras de córregos e becos, que Marcel Wars e Fernando Vargas criaram um aplicativo chamado Biothanks, que serve como GPS, onde mostra o transporte mais adequado do lixo gerado nas construções civis para descarte.

E você empreendedor, o que você pode implementar na sua empresa para evitar desperdícios e preservar o meio ambiente?

2. Trabalho Remoto - Embora o modelo de trabalho remoto já viesse crescendo,
parte da população o enxergava como uma oportunidade para poucos ou muitos nem cogitavam essa possibilidade.  Veio como uma solução temporária. No entanto, a pandemia acelerou o processo.  Embora a situação seja recente para muitos empresários perceberam,  que suas empresas podem funcionar sem um espaço físico. O modelo se mostra eficiente e inclusive mais econômico em diversos aspectos.  Percebe-se  que o que veio como solução temporária se mostrou muito vantajoso, tornando-a uma modalidade permanente.

Um dos cases interessantes para o segmento da construção civil para essa tendência, é o da construtora  NOMAD  que viu no trabalho home office, uma oportunidade de ofertar espaços adaptados à esse contexto em suas construções. O que eles perceberam que para além do momento atual,  pesquisas afirmam que a geração dos Millennials, que nasceram entre 1979 e 1995, são muito ativos no trabalho, porém precisam de espaços mais adaptáveis, então o mercado precisa se adaptar às essas mudanças. Por conta disso os coworkings cresceram muito, e alguns condomínios aderiram a esta ideia, como é o caso do condomínio Nomad, que criou um coworking residencial oferecendo ambiente completo, com wi-fi, cafeteira, impressoras, entre outros itens que facilitam a vida dos moradores que trabalham no estilo home-office.

E  você empreendedor, como o seu negócio pode atender às demandas deste novo formato de trabalho para o seu público?

3. Consumo Verde - Boa parte dos consumidores da atualidade já assume que
preocupações com o meio ambiente podem ser fatores decisivos na hora de efetuar suas compras. Preocupações com impactos ambientais e cadeias de produção estão se tornando cada vez mais presentes nas tomadas de decisões dos consumidores. Mais do que abertos às mudanças, o público agora passará cada vez mais a exigi-las. 

Um case para mostrar Iniciativas para essa microtendência e da empresa mexicana Bambuterra desenvolve Bio-clínicas feitas de bambu e outros materiais naturais, além de diversos outros tipos de construção utilizando o mesmo material. O principal objetivo desta empresa é minimizar o impacto ambiental e maximizar o impacto social, adotando técnicas vernaculares (é a arquitetura caracterizada pelo uso de materiais e conhecimentos locais) de construção e aprimorando-as com tecnologias inovadoras. O projeto mais recente são as clínicas biológicas dedicadas ao tratamento de pacientes COVID. 

E  você  empreendedor  como busca matérias primas sustentáveis para seu produto/serviço?

Já pensou em como inovar no seu processo utilizando materiais que incentivam a redução de desperdício e impactos negativos ao meio ambiente?

Está inteirado sobre os novos tipos de materiais biodegradáveis ou de reaproveitamento que estão surgindo na indústria?

4. Em casa, a sociedade transacionou para uma mentalidade mais home- centric. Isto significa que estamos priorizando atividades que possam ser realizadas dentro de nossas casas e, consequentemente, dando preferência aos produtos e serviços que viabilizam esta possibilidade. Atividades físicas, compras, convivência intensa com a família (ou consigo mesmo, para os que moram sozinhos), entretenimento, estudo e trabalho. A partir de agora, tudo isso precisa estar em um só lugar: nossa casa. Por isso, estamos valorizando cada vez mais as soluções que priorizam praticidade e conforto em nossos lares desde produtos e serviços até mesmo à funcionalidade dos ambientes.

O case da Dwelitto, empresa americana, ilustra bom como eles aproveitaram essa oportunidade. A Dwellito começou a produzir mini escritórios residenciais pré-fabricados, que é entregue ao cliente em casa entre 6 e 8 semanas. A empresa, que comercializa casas modulares (muitas feitas de containers, por exemplo) notou a nova demanda por espaços de trabalho privativos a partir da pandemia. Os modelos de escritório variam entre 6 e 10 metros quadrados, e são entregues completos (com paredes, revestimento, portas e janelas) a partir de 33 mil dólares. Na compra, feita através do site da Dwelitto, ainda é possível personalizar materiais, acabamentos, instalações e outros detalhamentos.

E  você empreendedor,  como o seu negócio pode ser adaptado para atender seu público em casa?

5. Realidades Hibridas Com a introdução forçada e definitiva da população à
tecnologia, o público consumidor se acostuma ainda mais com objetos e recursos virtuais. Aos poucos, mas agora mais rapidamente, serviços e soluções em geral
que façam uso de Realidade Virtual (RV) e/ou Realidade Aumentada (AR) se tornarão mais atraentes para as pessoas, afinal, esses formatos podem ser o afago para a falta que elas sentem do 'mundo lá fora' no período de distanciamento social. Embora essas tecnologias ainda não sejam acessíveis para a maior parte da população, soluções similares (como tours virtuais em espaços reais, por exemplo) estão reforçando a familiarização do público quanto às experiências virtuais e impulsionando sua aderência futura às Realidades Virtual e Aumentada. Enfim esses recursos  criam novos formatos experiências, expandindo as opções de interação para vendas, jogos, aulas e visitações.

O Hyperform é um case bem interessante que retrata essa realidade. O Hiperform é um desktop virtual que pode ser acessado a partir de computadores, tablets, smartphones ou usando um fone de ouvido de realidade virtual. Esta ferramenta permite que arquitetos compartilhem modelos de arquitetura não somente em um espaço neutro, mas também visualizar digitalmente os modelos nos ambientes para os quais eles estão sendo projetados através de dados de geolocalização, possibilitando assim que os clientes e arquitetos vejam o projeto interagindo com outros elementos do local onde será construído. 

E  você  empreendedor que ações, campanhas ou mesmo etapas de consumo do seu negócio podem usufruir de recursos de realidade estendida para potencializar a experiência do público? 

As possibilidades são muitas, mas deixamos alguns insights para você empreendedor que podem te ajudar a alavancar o seu negócio em tempos de pandemia e depois que isso tudo passar também.

  • Contemple as diferenças, considerando corpos, etnias, culturas e estilo de vida variados, as possibilidades estão na diversidade;

  • Oferecer autonomia para o consumidor;

  • Novas tecnologias = novas possibilidades;

  • Busque se informar e se atualizar sempre. Sempre acompanhar notícias e acontecimentos observe o que está acontecendo com outros setores do mercado, e busque inspiração;

  •  Olhar neutro e estratégico (sem julgamento pessoal) para as mudanças de mindset, consumo e mercado, adaptando o seu negócio às que convivem.

Quais tendências melhor se aplicam ao seu negócio? Ficou inspirado, motivado para fazer as mudanças necessárias? 

Não deixe de acessar o Guia de Tendências Sebrae 2020/2021, onde você vai encontrar ferramentas que podem ser muito úteis para você e para o seu negócio. Empreendedor, esperamos que você possa fazer uso de todos os conhecimentos fornecidos pelo Sebrae, não só aplicando-os à sua empresa, mas também incorporando-os em seu próprio dia-a-dia.

Quer saber mais? É só clicar aqui https://app2.pr.sebrae.com.br/guia-tendencias/home

 

 

 

 

 

 

 

avatar MARICILIA VOLPATO
Maricilia Volpato
Ol sou Maricilia, casada, me de 2 meninos lindos. Apaixonada pela vida, viagens, caf, vinho, cinema, pessoas, primavera e muito mais! Empreendedora cheia de ideias e ideais!!Acredito sempre que o tempo o melhor remdio para tudo!favorite_outline Seguir Perfil
capa Vida de MEI
Vida de MEI
people 7373 participantes
O espaço dedicado exclusivamente aos Microempreendedores Individuais. Aqui você encontra conteúdo para ajudar quem já é MEI na solução dos problemas, e também para guiar todos aqueles que estão pensando em se formalizar. Seja bem vindo!
fixo
Em alta
Inscrição Estadual MEI - Paraná
24 nov. 2022Inscrição Estadual MEI - Paraná
VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
09 nov. 2021VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?