Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightAmbientes de Inovaçãokeyboard_arrow_rightArtigos

Tecnologia e Inovação não são a mesma coisa!

avatar TATIANA FIUZA DOURADO BASTOS
Tatiana Fiuza Dourado Bastosfavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Tecnologia e Inovação não são a mesma coisa!
Criado em 23 JUL. 2020
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Quais experiências ou conhecimentos você já possui sobre tecnologia e inovação? Faz parte da sua rotina, das suas atividades? Ou está muito distante, apenas nos vídeos do youtube ou em algumas notícias que você lê?


De alguma forma, temos em nossa cabeça o que é tecnologia e o que imaginamos por inovação. Por vezes, ainda achamos que toda inovação é tecnológica. Mas, há diferenças. E, apesar de a tecnologia possibilitar a inovação, nem sempre toda inovação é tecnológica.


Então, quero muito compartilhar com vocês essa diferença, para que possamos entender melhor e enxergar possibilidades para o nosso negócio.

O que você entende por tecnologia?


A tecnologia é intrínseca ao modo de produção no qual estamos inseridos e para compreendê-la, primeiro, quero salientar a diferença entre técnica e tecnologia.


Técnica é como o saber fazer  como a técnica desenvolvida pelos seres humanos para fazer o fogo ou a técnica disponível que deu condições para o invento da roda. Ou seja, a técnica é a representação da capacidade ou instrumento que o homem desenvolve para fazer as coisas.


Assim, entendendo que a técnica é instrumento, podemos dizer que a tecnologia é a aplicação científica desses instrumentos como meio para substituir uma ação humana. Não se assuste, não é tão complicado assim.



Vou dar um exemplo. No caso dos softwares, a técnica é o código de programação e a tecnologia é o software em si. Ou seja, a organização desses códigos a partir de um conhecimento científico para que resulte em uma linguagem capaz de fazer um computador ou um aplicativo funcionar.


Outro exemplo, podemos citar sobre as máquinas. Um tear simples, por exemplo, é uma ferramenta que auxilia o homem em uma aplicação da técnica de tecer. Já uma máquina que faz os tecidos sozinha, é uma tecnologia que substitui a ação humana. Ou seja, ela usa a técnica de tecer e faz sozinha, sem necessariamente, ter um ser humano operando.


O que você compreende por inovação?


Entendendo o que é inovação, podemos partir da premissa que ela só acontece no setor produtivo. Assim, a inovação é a capacidade de estabelecer novas combinações. Inovação não é igual a tecnologia. Para inovar você até pode usar da tecnologia, mas nem toda inovação é tecnológica.


Inovar significa combinar novos processos, novos materiais e até mesmo tecnologias para produzir de uma forma nova. Neste aspecto, podemos dizer que a inovação compreende sempre o ganho de desempenho, a otimização de ações e a promoção um efetivo ganho de qualidade. Seja reduzindo custos, tempo ou mão de obra.


Por isso, podemos dizer que há a inovação de produto, processo ou marketing. Vamos pensar nas lives que estamos vendo nas TVs nesses tempos de pandemia?



Coloquei como exemplo um cantor que gosto 

As lives são uma inovação do ponto de vista do marketing. Para os patrocinadores, é uma nova forma como as pessoas estão consumindo a publicidade de seus produtos.


Para os artistas, é uma inovação, pois amplia o alcance dos shows que poderiam ter em média 50 mil pessoas e passam a ter 300 mil em poucas horas.


É a tecnologia de transmissão online que permite que essa inovação comece a mudar a forma como consumimos as produções culturais e mesmo como consumimos as marcas.

***

Se conseguimos entender essa diferença, conseguimos compreender que a inovação é possível para empresas de todos os portes. Que não se trata de inserir um robô no seu processo de produção, mas que está ligado às novas combinações (olhar as mesmas coisas e pensar em novas possibilidades) que vão permitir o crescimento econômico da empresa e, por consequência, do mercado.

avatar TATIANA FIUZA DOURADO BASTOS
Tatiana Fiuza Dourado Bastos
Gestora, scia da Vlinder Estratgias para Inovao. Atuante no ecossistema de inovao de Londrina e atuou tambm no de Florianpolis. Mestre em Propriedade Intelectual e Transferncia de Tecnologia pelo PROFNIT-UEM. Mestre em Geografia pela UEL.favorite_outline Seguir Perfil
capa Ambientes de Inovação
Ambientes de Inovação
people 1343 participantes
Os ambientes promotores de inovação são ativos de transformação dos ecossistemas. Por isso, criamos aqui um espaço para compartilhar conhecimento e experiências que podem ajudar os empreendedores e heads de inovação. Conecte-se agora e faça parte desta comunidade você também!
fixo
Em alta
O que é Inteligência Artificial?
25 nov. 2023O que é Inteligência Artificial?
Economia Circular: Importância e Desafios
05 dez. 2023Economia Circular: Importância e Desafios