Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightAmbientes de Inovaçãokeyboard_arrow_rightArtigos

Sustentabilidade 4.0 e Novos Modelos de Gestão de Empresas

avatar GISELE VICTOR BATISTA
Gisele Victor Batistafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Sustentabilidade 4.0 e Novos Modelos de Gestão de Empresas
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 24 FEV. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Segundo Schwab (2016), a Quarta Revolução Industrial (4RI) criará tecnologias emergentes e inovações em várias áreas, que serão difundidas mais rapidamente pelo mundo e trará grandes desafios a empresas e gestores, moldando por novo padrão de fazer, gerir e perpetuar as empresas. Neste contexto, para que a sustentabilidade seja definitivamente colocada em prática, faz-se imperativo, além da mudança de cultura e expansão de uma consciência ambiental, o uso da inovação como uma poderosa ferramenta gestão/gerenciamento de projetos e negócios.

A inovação orientada para a sustentabilidade (ABRAMOVAY, 2012), seja ela tecnológica ou não, deve centrar-se no 'salto de valor' que mantenham alinhados os interesses da sociedade, da natureza, da economia. A inovação não pode confundida com a criatividade, uma vez que ela requer a aplicação de uma novidade, seja ela técnica, científica ou inédita, que pode ocorrer dentro da gestão, nos processos produtivos ou na melhoria de algum produto ou serviço.

Para Pinsky e Kruglianskas (2017) a inovação pode apresentar-se de diferentes maneiras dentro de uma organização, mas inevitavelmente, ela promoverá mudanças e exigirá líderes que estejam aptos implementá-las em todas as escalas da empresa. Por isso, a inovação voltada à sustentabilidade é mais dinâmica do que a inovação por si própria, uma vez que ela deverá fornecer soluções baseadas nos três pilares do desenvolvimento sustentável: ambiental, social e econômico Triple Botton Line.

A inovação poderá ocorrer no nível incremental, na criação de novos modelos de negócios, porém dentro de um sistema tradicional, ou reinventar novos modelos considerados insustentáveis por sua própria natureza. As empresas por sua vez devem aceitar o desafio de inovar-se sustentavelmente ao futuro de longo prazo, para que ainda possam ter acesso aos recursos naturais. Isto não se consegue apenas reduzindo o consumo desses recursos na sua produção, mas, sim, fazendo com que o produto continue a utilizar a menor quantidade, ou até mesmo, zerar a utilização desses recursos durante todo o ciclo de vida.

 

Referências

ABRAMOVAY, R. Desigualdades e limites deveriam estar no centro da Rio+20. Estudos Avançados, São Paulo, v.26, n.74, p.21-33, 2012. Acesso em 15 de dezembro de 2020.

PINSKY, Vanessa I e KRUGLIANSKAS, Isak. Inovação tecnológica para a sustentabilidade: aprendizados de sucessos e fracassos. Estudos Avançados: 10.1590/s0103-40142017.31900082017. Acesso em 04 de janeiro de 2021.

SCHWAB, Klaus. A Quarta Revolução Industrial. Tradução Daniel Moreira Miranda. - São Paulo: Edipro, 2016.

avatar GISELE VICTOR BATISTA
Gisele Victor Batista
Top 10 LinkedIn Creator | Consultora ESG, Sustentabilidade e Responsabilidade Social | Mentora Liderança Sustentável e Desenvolvimento Humano | Palestrante Mudanças Climáticas, ODS-Agenda 2030 e Capitalismo Consciente.favorite_outline Seguir Perfil
capa Ambientes de Inovação
Ambientes de Inovação
people 1343 participantes
Os ambientes promotores de inovação são ativos de transformação dos ecossistemas. Por isso, criamos aqui um espaço para compartilhar conhecimento e experiências que podem ajudar os empreendedores e heads de inovação. Conecte-se agora e faça parte desta comunidade você também!
fixo
Em alta
O que é Inteligência Artificial?
25 nov. 2023O que é Inteligência Artificial?
Economia Circular: Importância e Desafios
05 dez. 2023Economia Circular: Importância e Desafios
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?