Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Sebrae em Dados - Floriculturas

avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortelafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Sebrae em Dados - Floriculturas
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 22 JUL. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Hoje no Sebrae em dados vamos falar sobre as floriculturas.


Acredita-se que a primeira floricultura foi criada ao final de 1880 na Inglaterra. Um grande número de flores foram cultivadas em propriedades privadas para uso comercial, geralmente ao ar livre nos jardins. Na época, o costume de dar flores era tão importante culturalmente, como é hoje. Com isto houve a ideia de criar uma loja especializada em flores.


A produção e comercialização de flores e plantas ornamentais no Brasil começaram em escala comercial na década de 50 com imigrantes portugueses. Na década de 60 entraram neste mercado os imigrantes japoneses e finalmente os imigrantes holandeses, que no início da década de 70 deram um impulso maior à comercialização, implantando o um sistema de distribuição pelo país inteiro.


Até a 1988 o mercado teve um crescimento vegetativo e uma atuação comercial baseada em centros regionais de comercialização tais como os CEASAS e empresas de distribuição que atendiam a todo o país. A partir de 1989 surge, o Veiling Holambra que representa uma transformação substancial no mercado e acaba influenciando o comportamento e as práticas do setor. Desde então o mercado interno apresentou taxas de crescimento de até 20% ao ano.


A atividade é representada pelo CNAE 4789-0/02. Comércio varejista de plantas e flores naturais.


Atualmente no Brasil existem 149.040 empresas ativas. Sendo 6.421 filiais.

O número de habitantes por empresa é de 1.417 pessoas, e a média é de 03 sócios.

Fonte: Sebrae


As floriculturas estão presentes em 100% dos municípios.


O comércio de flores, graças as novas tecnologias de produção oferecem o produto em todas as estações e meses do ano. O Brasil possui condições climáticas mais adequadas para a produção de rosas, crisântemos, violetas, prímulas, cinerárias, kalanchoes, gypsophilas, folhagens, plantas de jardim, e se tornou o polo de produção mundial dessas plantas.

 

Municípios com maior número de empresas ativas nos setores:

  • São Paulo 7.674
  • Rio de janeiro 3.960
  • Brasília 2.556

 

Os municípios que possuem mais empresas dos setores por Km² são:

  • São Caetano do Sul SP, com 127 empresas, 8 por Km²
  • Taboão da Serra SP, 158 empresas, 7 por Km²
  • Belo Horizonte MG, 2.431 empresas, 7 por Km²

 

Os municípios que possuem maior número de habitantes por empresa:

  • Afuá PA, 39.910 habitantes por empresa
  • Penalva MA, 38.987 habitantes por empresa
  • Sertânia PE, 36.189 habitantes por empresa

 

Municípios com maior taxa de empreendedorismo nos setores:

  • Dona Eusébia, MG 2,63%
  • Herculândia, SP 1,36%
  • Pareci Novo, RS 1,17%

 


Porte das empresas

 As micro e pequenas empresas representam 96% de todas as floriculturas do país. 


Fonte: Sebrae

  • MEI 50%
  • ME 41%
  • EPP 05%
  • MGE 03%
  • SFL 0,01%
  • Simples Nacional 81%
  • Inaptas 18% (possuem alguma pendência junto à Receita Federal)

 

Empresas por natureza jurídica

Fonte: Sebrae


Abertura

O mercado de flores movimenta U$ 94 bilhões/ano. No Brasil, o valor dessa movimentação é de U$ 2 bilhões/ano, exportando apenas U$ 15 bilhões/ano. Nos últimos tempos, o Brasil apresentou um crescimento de cerca de 20% ao ano.


Em 2021 foram abertas 23.424 empresas.


Os setores tiveram alta taxa de crescimento, a tendência dos últimos 05 anos é de 30,03%, e de 107% nos últimos 09 anos. A variação empresarial é de 5,98%.


Novas formas para que as flores e plantas chegassem até o cliente foram criadas e intensificadas nos últimos 02 anos, como vendas online, melhorias nas formas de delivery e desenvolvimento de novos aplicativos.


Municípios com maior variação empresarial:

  • Ipupiara, BA 300%
  • Rio do Fogo, RN 250%
  • Chã de Alegria, PE 200%

 

Abertura por porte

  • MEI 76%
  • ME 19%
  • EPP 03%
  • MGE 02%
  • SFL 0,01%

 

Perfil do Varejista

Cerca de 62% dos varejistas de flores e de plantas ornamentais é constituída por pessoas do sexo feminino.


Faixa etária:

  • 34 a 43 anos - 36,36%
  • 44 a 53 anos  - 29,09%
  • 24 a 33 anos - 20,00%
  • 54 a 63 anos - 12,72%
  • Mais de 64 anos - 1,83%

 

O nível de escolaridade:

  • Segundo Grau Completo - 33,93%
  • Superior Completo - 30,36%
  • Primeiro Grau Completo - 10,71%
  • Superior Incompleto - 8,93%
  • Primeiro Grau Incompleto - 7,14%
  • Segundo Grau Incompleto - 5,36%
  • Apenas alfabetizado - 3,57%

Formação acadêmica dos proprietários de lojas de floricultura e de plantas ornamentais é bastante variada, destacando os seguintes:

  • Administrador de empresas - 19,05%
  • Professor - 14,29%
  • Engenheiro agrônomo - 9,53%
  • Engenheiro químico - 9,53%

Outras formações com menores frequências são psicólogos, orientador educacional, geógrafo, engenheiro civil, enfermeiro, economista, contabilista, bacharel em letras, advogado e administrador hospitalar (4,76%, cada).

 

Encerramento de empresas

A pandemia da Covid-19 afetou o mercado de plantas e flores ornamentais nos primeiros meses, em 2020. Ao final do ano foram encerradas 5.240 empresas.


A taxa de mortalidade do setor foi de 22,96%, em 2021 foram encerradas 7.101 empresas. O maior número de encerramento dos últimos 03 anos.


O número se deu a flores utilizadas na decoração de casamentos e formaturas, entre outras festas, que sofreram um grande baque em 2020 e continuaram sofrendo em 2021.

No entanto, aos poucos, o mercado foi retomando.


Ao permanecer mais tempo em casa, nos últimos dois anos, as pessoas passaram a utilizar mais as flores e plantas para decorar os ambientes, deixando-os mais verdes, vivos e mais bonitos, alavancando o crescimento do mercado das plantas verdes e das flores em vaso. Mesmo com o fechamento do comércio, datas importantes como aniversários, dia dos pais, dia das mães, natal e aniversários de casamento continuaram acontecendo e as pessoas não deixaram de presentear. 



Fonte: Sebrae


Municípios com maior taxa de mortalidade:

  • Serra Preta, BA 300%
  • São João da Baliza, RR 300%
  • Araporã, MG 300%

 

Maturidade

A idade média das empresas é de 08 anos.


As empresas sem fins lucrativos possuem uma média de 15 anos, as médias e grandes empresas uma média de 13 anos, as micro e pequenas empresas em média 12 anos, e os MEIs 03 anos


Fonte: Sebrae


A atividade não é considerada consolidada em grande parte do país.  A maturidade é de 52,12%, ou seja, poucos estados possuem mais de 50% das floriculturas com idade acima de 3,5 anos.

 

Estados com maior número de empresas estabelecidas:

  • Mato Grosso do Sul 57,80%
  • Paraná 57,10%
  • Santa Catarina 57%

 

Municípios com maior número de empresas estabelecidas:

  • São Paulo 3.104
  • Rio de Janeiro 1.554
  • Brasília 944

  

Empregos

O mercado de trabalho para o florista também tem crescido nos últimos anos.

O saldo de empregos em 2021 foi de 3.329 vagas.


Fonte: Sebrae


As micro e pequenas empresas contrataram 3.264 novos trabalhadores, enquanto as média e grandes empresas contrataram 65 novos trabalhadores.


A mão-de-obra temporária é requisitada, sobretudo, nas datas especiais de grande venda: Dia Internacional da Mulher, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia de Finados e Natal. Em média, são utilizados 2,04 empregados temporários por estabelecimento.

 

Meses com maior número de contratações em 2021:

  • Fevereiro Saldo de 535 vagas
  • Janeiro Saldo de 398 vagas
  • Novembro - Saldo de 366 vagas

 

Meses com menor número de contratações em 2021:

  • Dezembro Saldo negativo de -166 vagas
  • Agosto Saldo de 115 vagas
  • Abril Saldo de 188 vagas

 

Municípios com maior geração de empregos:

  • Porto Amazonas, PR - 0,63% da população
  • Dona Eusébia, MG 0,42% da população
  • Xangri-lá, RS 0,30% da população

 

Dados das contratações:

  • Homens 58,82%
  • Mulheres 41,18%
  • Trabalhadores portadores de deficiência 0,22%
  • Trabalhadores tempo parcial 0,45%
  • Trabalhadores intermitentes 0,18%
  • Primeiro emprego 03%

 

Escolaridade dos trabalhadores

  • Ensino médio completo 57%
  • Ensino fundamental completo 13%
  • Ensino médio incompleto 0,8%

 

Trabalhadores por raça:

  • Branca 48%
  • Parda 31%
  • Não identificada 14%
  • Preta 04%
  • Amarela 0,07%
  • Indigna 0,01%

 

Diante do potencial de mercado de flores, abrir uma floricultura pode representar um excelente investimento e uma boa forma de assegurar a independência financeira.

 

Gostou do texto? Está pensando em empreender?

Participe da comunidade e fique por dentro de todos os dados.

Sugira a atividade para podermos ajudá-lo!

 

Fontes: Sebrae / Imbraflor / Seduc / Universo das flores

 

avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortela
Unidade de Gestão Estratégica Sebrae Pr favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5333 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?