Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Sebrae em dados - Produção de espetáculos circenses

avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortelafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Sebrae em dados - Produção de espetáculos circenses
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 10 MAR. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Olá, no Sebrae em dados dessa semana falaremos sobre os Circos!!!

                                                    cat-ball.gif (172×280)

 

Temos muitas novidades programadas, que tal se inscrever gratuitamente na comunidade novos negócios para não perder nenhuma novidade?


A história do circo remonta aos tempos antigos, quando os egípcios, gregos e romanos já realizavam espetáculos com acrobatas, malabaristas, equilibristas e animais selvagens. No entanto, a forma como conhecemos o circo moderno teve origem na Inglaterra do século XVIII, quando o empreendedor Philip Astley criou o primeiro circo com uma pista circular, onde os artistas se apresentavam a cavalo.


As atividades circenses tiveram início no Brasil no século XIX. A princípio, os circos eram itinerantes e apresentavam espetáculos com artistas estrangeiros. Com o tempo, surgiram companhias circenses nacionais e o circo tornou-se uma tradição popular no país.


Em 2018, as atividades circenses foram reconhecidas como patrimônio cultural imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o que demonstra a importância e a relevância dessa forma de arte no país.


Atualmente no Brasil existem 1.571 empresas no CNAE 9001-9/04 - Produção de espetáculos circenses, de marionetes e similares, como atividade principal, sendo 85 filiais. 


Fonte: Sebrae


A atividade está presente em 575 municípios registrados no Brasil, e pode variar bastante de acordo com a região e a política cultural adotada por cada gestão municipal. Alguns municípios têm investido em programas de fomento e incentivo à arte circense, com a realização de festivais, shows e oficinas de circo, além de parcerias com companhias e artistas circenses locais.


Muitos municípios contam com espaços públicos dedicados à prática e apresentação de circo, como parques e praças equipados com estruturas para acrobacias e malabarismos.

 

Municípios com maior e menor número de empresas:

Maior - São Paulo - SP: 164

Médio - Curitiba - PR: 43

Menor Alegre - ES: 1

 

Os municípios que possuem maior e menor número de empresas por Km² são:

Maior São João de Meriti - RJ: 7 empresas, com a taxa de 0,20 por km²

Médio Vitória - ES: 06 empresas, com a taxa de 0,06 por km²

Menor Foz do Iguaçu - PR: 06 empresas, com a taxa de 0,01 por km²

 

Os municípios que possuem maior e menor número de habitantes por empresa:

Maior Santo André - SP: 723.889

Médio Patos de Minas - MG: 51.547

Menor Lobato - PR: 539

 

Porte das empresas

As micro e pequenas empresas representam 83% de empresas de produções circenses do país.

 

Fonte: Sebrae

  • Microempresa (ME): 81,4%
  • Média e grande empresa (MGE): 11%
  • Empresas de pequeno porte (EPP): 2,1%
  • Sem fins lucrativos (SFL): 0,5%
  • Governamentais (GOV): Não possui.

 

Abertura

Em 2022 foram abertas 26 novas empresas circenses. A indústria circense vem passando por um processo de transformação e renovação, com a formação de novas companhias e a ampliação do mercado de apresentações em diferentes formatos.


Nos últimos anos, houve um aumento no número de escolas de circo no país, o que tem contribuído para a formação de novos artistas e técnicos circenses, assim como para o fortalecimento da indústria do circo no Brasil. Muitas empresas têm investido em tecnologia e inovação para aprimorar a qualidade de suas apresentações e se adaptar às mudanças no mercado.

Fonte: Sebrae


Outro fator que tem contribuído para a abertura de novas empresas circenses no Brasil é o crescente interesse do público por essa forma de arte, que tem se expandido além dos grandes centros urbanos e atraído novos públicos em diferentes regiões do país.


Apesar dos desafios enfrentados pelo setor circense, é possível afirmar que a abertura de empresas circenses no Brasil nos últimos anos tem sido um reflexo da vitalidade e do potencial dessa forma de arte, que continua encantando e emocionando públicos de todas as idades e classes sociais.


Encerramento de empresas

Assim como em outros setores, as empresas circenses no Brasil também podem enfrentar dificuldades e até mesmo encerrar suas atividades. Existem diversos fatores que podem levar ao encerramento de empresas circenses, como a falta de investimentos em infraestrutura e tecnologia, a concorrência com outras formas de entretenimento, a sazonalidade das apresentações e a dificuldade de acesso a novos públicos.


A pandemia de COVID-19 teve um impacto significativo no setor circense, com muitas empresas tendo que suspender ou cancelar suas apresentações em função das medidas de isolamento social e restrições. Isso acabou gerando perdas financeiras significativas para muitos circos, o que pode ter contribuído para o encerramento de suas atividades.


A taxa de mortalidade é de 8,47%.  Em 2022 foram encerradas 40 empresas. Confira a taxa dos últimos 5 anos, de acordo com o porte da empresa.

Fonte: Sebrae


É importante ressaltar que o encerramento de uma empresa circense não significa necessariamente o fim da arte circense no país. Muitos artistas e técnicos circenses continuam atuando de forma independente ou em pequenos grupos, realizando apresentações em espaços alternativos, como praças, parques e teatros independentes.

 

Municípios com maior taxa de mortalidade:

Maior: Gravatai, RS: 200%

Médio: Poá, SP: 50%

Menor: Belo Horizonte - MG: 3,33%

 

 

Maturidade

A maturidade dos circos no Brasil é um tema que pode ser analisado sob diferentes perspectivas. Em termos de história e tradição, o circo no Brasil tem uma longa trajetória e já se consolidou como uma forma de arte popular no país.


A idade média das empresas circenses é de 24 anos. Alguns dos principais circos brasileiros têm mais de 100 anos de história, como é o caso do Circo Garcia, fundado em 1887. 


Fonte: Sebrae


A maturidade é de 88,13%, e é considerada consolidada em todo país. A maturidade dos circos no Brasil é um processo em constante evolução, que exige a união e a colaboração de todos os envolvidos no setor para garantir a continuidade e a valorização dessa forma de arte tão importante para a cultura brasileira.

 

 

Estados com maior e menor número de empresas estabelecidas:

Maior: Belém, PA: 100%

Menor: Mossoró, NR: 25%

 

Empregos

Os circos costumam empregar uma grande variedade de profissionais, desde artistas de circo até técnicos de som, luz e maquiagem. Algumas das principais oportunidades de emprego em circos incluem:


  • Artistas de circo: acrobatas, malabaristas, palhaços, contorcionistas, trapézios, equilibristas.
  • Técnicos: profissionais responsáveis pela produção e montagem dos espetáculos, incluindo técnicos de som, luz, maquiagem, figurino, cenografia, entre outros.
  • Administrativos: profissionais que trabalham na área administrativa do circo, incluindo gerentes, assistentes, contadores, entre outros.
  • Motoristas: responsáveis pela condução dos veículos que transportam o circo de uma cidade para outra.
  • Vendedores: profissionais que trabalham nas bilheterias ou em quiosques de venda de alimentos e bebidas dentro do circo.

 

O saldo de contratações em 2022 foi de 02 novas vagas.

Contratações: 134

Demissões: 132

Desse saldo total, as Micro e Pequenas Empresas foram responsáveis por 100% das novas contratações.


Para conseguir emprego em um circo, é importante ter habilidades específicas na área de atuação e estar preparado para trabalhar em um ambiente que pode exigir muita dedicação e flexibilidade.


Alguns circos contratam profissionais por meio de agências de emprego especializadas, enquanto outros realizam seleções diretamente com os candidatos.

 

Meses com maior e menor número de contratações:

Maior: agosto 2022, 41 contratações

Menor: setembro 2022, 45 demissão

 

Os empregos em circos geralmente são temporários, com duração média de algumas semanas ou meses, dependendo da temporada do circo e da localização das apresentações. O salário também pode variar bastante, dependendo da função e da experiência do profissional.


Média salarial

Fonte: Sebrae


Em termos de profissionalização, a indústria circense no Brasil tem evoluído bastante nas últimas décadas, com a formação de escolas de circo e a profissionalização de muitos artistas e técnicos. Atualmente, existem diversas companhias de circo no país que produzem espetáculos de alta qualidade e que têm atraído um público cada vez mais exigente.


Apesar dos desafios enfrentados pelo setor circense, é importante valorizar e apoiar essa forma de arte tão importante para a cultura brasileira, contribuindo para a sua continuidade e desenvolvimento.


O circo no Brasil é repleto de curiosidades e particularidades:

  • O Festival Internacional de Circo do Rio de Janeiro é um dos maiores eventos do gênero na América Latina, reunindo companhias de circo de todo o mundo. 
  •  A presença de animais em circos é um tema controverso no Brasil, e já foi proibida em diversas cidades e estados do país. 
  • A cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo, é conhecida como a "capital nacional do circo", por ter sido palco de importantes festivais e encontros de artistas circenses.
  •  A tradição circense no Nordeste do Brasil é muito forte, com muitas famílias de artistas circenses que se dedicam à arte por gerações.
  •  O circo brasileiro tem tradição em apresentações de palhaços, com muitos artistas renomados como Carequinha, Arrelia e Tiririca. 
  • O circo-teatro, que combina elementos do circo e do teatro, é uma das formas de arte circense mais populares no Brasil.
  •  O circo é uma das formas de arte mais democráticas e acessíveis, com apresentações em todas as regiões do país e preços de ingressos que variam de acordo com a cidade e a companhia circense.

Gostou do texto? Está pensando em empreender? 


Clique aqui! e fique por dentro de todos os dados. 

Ao participar da comunidade você pode publique também seus conteúdos e suas ideias!

 

Sugira nos comentários uma atividade para podermos ajudá-lo! 

 

Fonte: Sebrae

 

 


avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortela
Unidade de Gestão Estratégica Sebrae Pr favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5313 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?