Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightFinanças e Tributoskeyboard_arrow_rightArtigos

Planejamento Financeiro: Como fazer um fundo de reserva

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Planejamento Financeiro: Como fazer um fundo de reserva
Criado em 16 NOV. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Dinheiro é o combustível que faz um negócio funcionar. É necessário pagar saláriosinvestir em estratégias de marketing para adquirir e reter novos clientes, gastar com equipamentos e instalações, pagar aluguel, suprimentos e muitas outras atividades do dia a dia. A maioria dos especialistas financeiros recomenda  reter de três a seis meses de despesas operacionais, mas o fundo de reserva pode variar de acordo com cada empresa. Para determinar quanto dinheiro você precisa, é necessário observar as seguintes áreas-chave.

Não sabemos o que o futuro irá nos proporcionar, prevenção nunca é demais.
 

Por que preciso de um fundo de reserva?


Podemos dizer que o fundo de reserva é um pote de dinheiro acumulado ao longo de alguns meses ou até mesmo anos para garantir que todas as pessoas e processos envolvidos no seu negócio sejam atendidos sem comprometer o fluxo de caixa. Ele também pode ser reservado e destinado a grandes projetos pontuais ou irregulares.

Por que ter um fundo de reserva? Olha a crise econômica que está instaurada. E se lá em março, quando tudo começou, você tivesse esta reversa de dinheiro? Certamente o desespero não teria sido tão intenso. 
 

Ter uma determinada quantia de dinheiro guardado oferece tranquilidade para você e seus funcionários.

Por exemplo, se você guardar 10% do 13° salário de cada funcionário desde o começo do ano, certamente não precisará se preocupar com isso no final do ano e, ainda, esse tipo de planejamento não pesa no orçamento.
 

Quanto dinheiro você planeja usar?


Veja a projeção mensal do fluxo de caixa que cobre os próximos 12 a 15 meses. Se você já tem um negócio há alguns anos, poderá encontrar essas informações no seu orçamento mensal. 

Para empresas iniciantes, você encontrará sua resposta na seção financeira do seu plano de negócios. Ou seja, observe as vendas (recebimento) e as despesas separadamente.
 

Para uma pequena empresa, o passado não é necessariamente o melhor preditor de necessidades futuras. Você precisa considerar o estágio do seu negócio em suas previsões.

 

Qual é o estágio do seu negócio?

Você está no início do primeiro ano de operação, mantendo um negócio em andamento praticamente estável ou tem planos de crescer e fazer grandes investimentos? Tudo isso poderá impactar o fundo de reserva.

Embora um negócio estabelecido possa ter bons valores de referência, uma empresa iniciante pode estar imersa em incertezas e, portanto, deve ser mais cautelosa ao definir as necessidades de fluxo de caixa.  

Pontos a considerar antes de fazer um fundo de reserva

Para começar um fundo de reserva é preciso considerar dois pontos:

  • Segurança: limitar quem tem acesso ao fundo e como ele pode ser movido ou retirado. Nenhum colaborador da empresa deve transferir ou retirar fundo de reserva da conta sem aprovação prévia. Além disso, ele deve sempre ser mantido em uma conta separada dos fundos operacionais;
     

  • Liquidez: Isso significa que você terá os fundos disponíveis, em dinheiro, quando necessário. A melhor maneira de lidar com isso é desenvolver uma estratégia em que você tenha uma combinação de investimentos a curto e  longo prazo, com uma parte deles sendo renovada a cada três ou seis meses.
     

Destinação de parte dos lucros da empresa 

Para que o fundo de reserva seja criado é necessário que o seu negócio esteja operando no verde.

Com o contexto bem definido, o primeiro passo é discutir o corte de gastos e a diminuição das despesas de maneira estratégica. Assim, fica muito mais tranquilo descobrir em quais áreas você pode reduzir os custos a fim de criar uma reserva emergencial para a empresa.



Neste vídeo  Nathalia Arcuri, especialista em finanças e fundadora do Canal ME POUPE no Youtube, fala sobre reserva de emergência. Assista para complementar seu entendimento no tema.

Caso sua empresa tenha dívidas, tente renegociá-las com os credores. Isso auxilia no aumento da liquidez financeira imediatamente, fazendo com que sobrem alguns recursos para o fundo de reserva.
 

Lembrando: porcentagem da verba que deve ser destinada a esse investimento não é fixa. Ela depende do porte do empreendimento, do estágio em que o negócio se encontra, do total faturado ao mês, das perspectivas futuras de crescimento da empresa, incluindo se você já conseguiu se reerguer em meio a esta pandemia.
 

Planejamento financeiro faz parte da estratégia geral da sua empresa, não deixe para depois. 

 

Espero que este conteúdo tenha te motivado a começar a pensar no seu fundo de reserva! O Sebrae pode te ajudar a planejar, manda um WhatsApp pra nós  clique aqui.


Um abraço, 
Bianca Becker 

 

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Finanças e Tributos
Finanças e Tributos
people 2823 participantes
Comunidade digital que reune informações e conteúdos sobre FINANÇAS e TRIBUTOS diariamente. Participe!
fixo
Em alta
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?