Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDo Campo à Mesakeyboard_arrow_rightArtigos

Pesquisa revela "imaturidade" no agro no uso de Sistemas de Gestão Pós-Produção

avatar ELMO SILVEIRA DE SOUZA
Elmo Silveira De Souzafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Pesquisa revela "imaturidade" no agro no uso de Sistemas de Gestão Pós-Produção
Criado em 13 MAR. 2024
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Inteligência Competitiva atua no monitoramento de diversos temas de alta relevância para um determinado público alvo. Ela proporciona a visualização de oportunidades. Por meio de informações assertivas, torna-se possível identificar tendências, desafios e necessidades desse público alvo em específico.  


No caso da Inteligência Competitiva do Sebrae/PR, buscamos levar conteúdos para os nossos clientes Empreendedores e Empresários de Micro e Pequenas Empresas, de modo a contribuir para uma tomada de decisão mais assertiva a respeito dos mais diversos temas do cenário empreendedor e empresarial.  


 Neste Alerta de Inteligência SEBRAE, abordamos o tema: 

Pesquisa revela "imaturidade" no agro no uso de Sistemas de Gestão Pós-Produção


Um estudo recente realizado pela TOTVS revelou importantes desafios enfrentados pelas empresas do setor agrícola no que diz respeito ao uso de sistemas de gestão pós-produção e tecnologias integradas. A pesquisa abrangeu uma ampla amostra de 350 proprietários e profissionais do agronegócio, evidenciando que apenas uma parcela de 19% dessas empresas demonstrou um nível significativo de maturidade no emprego de tecnologias, como sistemas de gestão empresarial (ERP) e Inteligência Artificial (IA), que são fundamentais para aprimorar a eficiência operacional e a tomada de decisões estratégicas.


Além disso, o estudo destacou que o Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) geral do setor atingiu a marca de 0,58 numa escala de 0 a 1, indicando um uso moderado de tecnologias voltadas para a gestão da operação e das vendas. Apesar de certos avanços observados, como o uso de leitores eletrônicos de etiquetas e sistemas de gestão da colheita, a pesquisa apontou uma lacuna significativa na adoção de ferramentas como portais agrícolas centralizados, telemetria e outras tecnologias complementares.


Nesse contexto, embora algumas empresas já estejam utilizando tecnologias como o monitoramento de pragas e o controle meteorológico, ainda há um amplo espaço para melhorias na integração de sistemas e no aproveitamento das tecnologias disponíveis para potencializar a performance e a rentabilidade das empresas do agronegócio. Estes resultados reforçam a importância de investimentos contínuos e aprimoramentos nas estratégias de gestão e uso de tecnologia dentro do setor agrícola, visando impulsionar sua eficiência, competitividade e sustentabilidade a longo prazo.



Por que é relevante?


Essa notícia é particularmente relevante para os micro e pequenos empreendedores do Paraná, pois destaca a importância estratégica da adoção de tecnologias e sistemas de gestão eficientes, especialmente no setor agrícola. Ao evidenciar os desafios enfrentados pelas empresas agrícolas em relação ao uso dessas tecnologias, os empreendedores locais podem identificar oportunidades de negócio e aprimoramento em suas próprias operações. Além disso, a ênfase na capacitação profissional e na tomada de decisões embasadas em dados ressalta a necessidade de se manterem atualizados e competitivos no mercado atual. Essa notícia serve como um guia para inspirar melhorias e sucesso nos negócios desses empreendedores.



Direcionamentos para o seu negócio:


Com base na análise da notícia, os micro e pequenos negócios do Paraná podem adotar algumas atitudes para melhorar sua eficiência e competitividade:


1. Capacitação e Treinamento: Investir em programas de capacitação e treinamento para os colaboradores, visando familiarizá-los no uso de sistemas de gestão empresarial (ERP) e tecnologias como Inteligência Artificial (IA), telemetria e portais agrícolas centralizados.


2. Participação em Programas de Incentivo: Buscar participar de programas de incentivo e financiamento que apoiam a aquisição e implementação de tecnologias voltadas para a gestão da operação e das vendas, como leitores eletrônicos de etiquetas e sistemas de monitoramento de pragas.


3. Atualização Tecnológica: Manter-se atualizado sobre as tendências e avanços tecnológicos no setor agrícola, buscando incorporar novas ferramentas e práticas de gestão para melhorar a integração de sistemas e potencializar a performance e rentabilidade dos negócios.


Para você ter uma experiência completa, sugerimos que faça o download do arquivo em anexo para ter acesso aos links deste Alerta de Inteligência. Desta forma, será possível você acessar as fontes de informação que foram utilizadas na construção deste conteúdo.

avatar ELMO SILVEIRA DE SOUZA
Elmo Silveira De Souza
Sou colaborador do SEBRAE/PR há mais de 19 anos. Tenho atuado em diversos Projetos e Atividades relacionadas a Inteligência Competitiva, Gestão do Conhecimento e Planejamento Estratégico. Atualmente trabalho na Unidade de Gestão Estratégica - Núcleo de Inteligência e Conhecimento. Sou bacharel em Administração de Empresas; MBA em Gestão de Negócios com ênfase em Micro e Pequenas Empresas; MBA em Desenvolvimento de Ambientes Empresariais e Projetos Setoriais e MBA em Marketing e Vendas.favorite_outline Seguir Perfil
capa Do Campo à Mesa
Do Campo à Mesa
people 1663 participantes
Você produtor, empresário, técnico e curioso do setor de agronegócios, alimentos e bebidas é nosso convidado especial para fazer parte desse espaço para quem busca conhecimentos sobre tecnologias, inovações, tendências, legislações, ou seja, novidades para o setor/segmento de agronegócios/alimentos e bebidas. Participe! Acesse, escreva e compartilhe artigos, entrevistas, vídeos e orientações.
fixo
Em alta
Dispara pedido de recuperação judicial por produtor rural
07 fev. 2024Dispara pedido de recuperação judicial por produtor rural
Como o ERP pode ajudar no setor de alimentos
29 mar. 2023Como o ERP pode ajudar no setor de alimentos
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?