Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightAmbientes de Inovaçãokeyboard_arrow_rightArtigos

Pandemia impulsiona crescimento de carteiras digitais

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt2
Pandemia impulsiona crescimento de carteiras digitais
2 pessoas curtiram esse artigo
Criado em 14 DEZ. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Durante a pandemia, o uso de carteiras digitais para realização de pagamentos registrou um boom de crescimento em todo o mundo, cerca de 45%, frente a 23% em 2020.


O objetivo das variadas plataformas digitais é realizar o armazenamento de dinheiro e dados de cartões, através de aplicativos, para que as pessoas consigam realizar transações utilizando apenas o celular e sem custo operacional.

Segundo o economista da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), Denilson Lima, em entrevista explica que o crescimento também é explicado pela facilidade, segurança e vantagens geradas ao consumidor. Em paralelo, o vice-presidente sênior da Worldpay from FIS para a América Latina, Juan Pablo D"Antiochia, reforça que o brasileiro é bastante receptivo a novos serviços e tecnologias digitais.


A maioria dos brasileiros já utiliza carteiras digitais, apesar de nem sempre estarem cientes, a exemplo do auxílio emergencial, concedido pelo Governo Federal durante a pandemia, que se valeu de aplicativos para a liberação da quantia, após o depósito realizado pela Caixa Econômica Federal. A população encontra nas carteiras uma alternativa acessível, sem necessidade de abrir contas em bancos e sem taxas de manutenção e de transações.


A pesquisa World Payments Report, realizada pela Capgemini, ainda estima que os pagamentos sem moeda física devem registrar um crescimento anual de 18,6% até 2025. Em 2020, 14,5% do total de transações foram sem moeda física, em 2025, e esse número deve atingir a marca de 25%. Instrumentos tecnológicos como a biometria e as moedas digitais, como bitcoins e polkadot, devem sustentar esse crescimento.


O levantamento também destaca a possibilidade primária de bancos centrais ao redor do mundo criarem moedas digitais próprias. Dentre os países que possuem a intenção, estão Brasil, Austrália, Canadá, Índia e União Europeia. No entanto, a estreia de uma futura moeda do Banco Central brasileiro foi colocada em compasso de espera por dois anos.


Em entrevista ao Broadcast, Fábio Cossini, líder de soluções para bancos da Capgemini Brasil, afirma que, para as empresas, os pagamentos digitais determinam uma diminuição de custos, ao tornar possível a redução de estruturas físicas para processamento de pagamentos, além de fornecer maior agilidade no fluxo de caixa.

O líder de soluções ainda afirma que as empresas de pagamento não desaparecerão, mas que o atual contato entre bancos e o público será completamente transformado. "As maquininhas físicas deixam de existir uma hora ou outra, mas a tecnologia por trás das maquininhas, como a segurança, a rede de comunicação, isso permanece", comenta.


Com as condições de isolamento geradas pela pandemia, muito se adaptou e avançou na questão do universo virtual e digital, principalmente os pagamentos e recebimentos por estes canais.


_________________________________

Você já faz parte da Comunidade Ambientes de Inovação?

Clique em "PARTICIPAR" logo abaixo deste artigo e se mantenha muito bem informado/a sobre as inovações e dicas que temos por aqui!


avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Ambientes de Inovação
Ambientes de Inovação
people 1373 participantes
Os ambientes promotores de inovação são ativos de transformação dos ecossistemas. Por isso, criamos aqui um espaço para compartilhar conhecimento e experiências que podem ajudar os empreendedores e heads de inovação. Conecte-se agora e faça parte desta comunidade você também!
fixo
Em alta
O que é Inteligência Artificial?
25 nov. 2023O que é Inteligência Artificial?
Economia Circular: Importância e Desafios
05 dez. 2023Economia Circular: Importância e Desafios