Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNegócios em Turismokeyboard_arrow_rightArtigos

Os movimentos para a retomada

avatar ANGELICA BARBOSA CARDOSO
Angelica Barbosa Cardosofavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Os movimentos para a retomada
Criado em 01 OUT. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

O movimento de retomada começa por você, analisando a sua empresa. Se vc já se engajou numa campanha para atrair visitantes com os players da sua cidade, melhorou sua presença digital e já analisou o comportamento do seu novo cliente, vamos observar os fatos.

No período pré COVID-19, ali em janeiro de 2020, as pesquisas para a realização de reservas iam a todo vapor. Através dos dados da Omnibees, no dia 19/01/2020 chegamos ao pico no número de pesquisas para reservas da ordem de 1.346.233.265. No auge da crise, com a primeira morte por COVID-19, caímos para 320.514.518. Atualmente, estamos na casa das 678.603.985 pesquisas, e já se passaram 18 meses.



Podemos observar, conforme demonstram os dois gráficos, que a recuperação está lenta, e que os movimentos de retomada econômica só voltarão a apresentar resultados quando toda a população estiver vacinada. Hoje, sabe-se que apenas 20% da população recebeu as duas doses, ou seja, temos que nos preparar para um período maior de contenções. Como gestor do seu negócio, é hora de estudar formas criativas de ocupar os espaços deixados pela pandemia, adaptando situação real X situação desejada. Se você não está numa cidade tipicamente turística, que preveja uma alta temporada de verão forte, vamos te dar algumas dicas para que você melhore a sua ocupação com as últimas novidades e tendências do mercado.


Tá curioso?


Ocupação dos Espaços: 


A primeira coisa é ver o que é real e o que é modinha, ou o que faz sentido para o seu negócio. Quando se estuda sobre Tendências, os especialistas nos ensinam a analisar qual é o espírito do tempo, ou seja, o que está sendo pedido. Essa fase pede colaboração, união, espaços apropriados para a criação e parcerias no trabalho, além do trabalho remoto. Vamos ver as possibilidades para melhor ocupação dos espaços: 

·      Oferecer o Home office: essa expressão significa trabalhar em casa, mas muitos resolveram se isolar em locais diferentes. Nessa vibe, o airbnb, por ter tarifas bem econômicas, está tendo boa procura. Que tal competir de domingo a quarta-feira? Internet veloz, área do hóspede com micro-ondas, frigobar livre para produtos externos, cafeteira. Se tiver área de lazer, pode ser uma boa opção para a família permanecer, tendo o hóspede mais tranquilidade para trabalhar. Reserve um andar ou alguns apartamentos e faça o teste.


·      Montar estruturas (em parceria) para eventos híbridos: sabemos que muitos eventos estão acontecendo, por hora, de forma híbrida (parte presencial e parte online). Nessa combinação, alguns hotéis formaram parcerias com empresas de audiovisual, oferecendo espaços para a realização de eventos nessa modalidade. Os requisitos são: equipe técnica qualificada, internet superveloz, cadeiras distantes e o atendimento dos demais protocolos sanitários já mencionados (vide Boletim 02).


·      Day use para o co-working: muita gente não se adaptou ao trabalho em casa, ou simplesmente deseja sair em segurança, parte do dia, para trabalhar. Se seu hotel está com algum espaço sendo pouco usado, porque não disponibilizá-la, gratuitamente ao hóspede, e por consumo mínimo (no local), aos não hóspedes? Dessa forma, as pessoas que estão passando o dia dentro do seu hotel podem conhecer o que ele oferece e recomendá-lo futuramente, além de você movimentar outro ponto de venda importante, que é o de alimentos e bebidas.

 

·      Bleisure (para um futuro breve): pense na junção das palavras business (negócios) e leisure (lazer). Segundo pesquisa do Bridge Street Global Hospitality, denominada The Bleisure Report, 46% dos entrevistados já ficam alguns dias a mais em suas viagens de negócios e 79% acreditam que esta combinação beneficiam o trabalho durante a viagem. As viagens estão voltando timidamente, mas quando voltarem, pense em atender seu hóspede nessas duas frentes. Quanto mais flexível, mais alternativas de ganhos.

https://app2.pr.sebrae.com.br/guia-tendencias/


https://www.sebraepr.com.br/faturemais/

avatar ANGELICA BARBOSA CARDOSO
Angelica Barbosa Cardoso
favorite_outline Seguir Perfil
capa Negócios em Turismo
Negócios em Turismo
people 1285 participantes
Conteúdo relevante, prático e instrutivo, indicando soluções para as empresas e atores ligados aos negócios de turismo e viagem buscarem novos caminhos e superarem a crise.
fixo
Em alta
Experiências turísticas do Paraná
29 nov. 2022Experiências turísticas do Paraná
Origem e importância dos bares
18 nov. 2022Origem e importância dos bares
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?