Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Microfranquias: o que são e como investir nelas?

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Microfranquias: o que são e como investir nelas?
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 11 ABR. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Microfranquias são modelos de negócio muito parecidas com as tradicionais franquias, a grande diferença nesse tipo de negócio é o baixo investimento inicial.


Quer conhecer melhor esse tipo de empreendimento? Então, continue sua leitura e venha descobrir o que são as microfranquias, diferenças entre elas e as franquias tradicionais, seus tipos e as 11 melhores franquias para investir em 2023. Continue sua leitura e aproveite!


Afinal, o que são microfranquias?




Microfranquias são oportunidades de se abrir uma empresa com baixo investimento. Essas organizações seguem o modelo de franchising, onde um investidor chamado de franqueado investe em uma marca já consolidada no mercado. Mesmo menores que as tradicionais, as microfranquias conseguem faturar ótimos valores.


A Associação Brasileira de Franchising (ABF) define esses negócios como microfranquias quando o valor investido não passa de três vezes o valor do PIB (produto interno bruto) anual médio por habitante. Ou seja, o valor máximo atualmente é de R$ 105 mil.

Investir em uma empresa dessas é uma ótima opção para aqueles que não tem um valor tão alto disponível, porém, querem adquirir um empreendimento já reconhecido pelo mercado, com um público-alvo definido.


Nesse modelo de negócio, o franqueado compra a licença de uso da marca e produtos ou serviços ofertados. Porém, vale ressaltar que grande parte das vezes os franqueados pagam mensalmente um percentual do faturamento obtido, o chamado royalty.


Qual a diferença entre franquia e microfranquia?


Ambas são muito parecidas, apenas alguns pontos diferem as duas. O primeiro fator é o investimento inicial, como comentado anteriormente, as microfranquias tem o investimento de três vezes o PIB anual médio por habitante. Já as franquias tem um valor maior que este e vale ressaltar que não existe um teto máximo.


Outro ponto de diferenciação é o custo de manutenção dessas empresas. Por franquias terem uma estrutura maior, consequentemente os gastos com funcionários, concertos e fatores similares são maiores. Já as microfranquias apresentam valores muito reduzidos, visto que muitas vezes os locais são menores e a empresa pode inclusive atuar em home-office.


Quais são os três tipos de franquias?




Conforme comentado anteriormente, as franquias são modelos de empresas nas quais uma pessoa investe para comprar uma licença para utilizar uma determinada marca. Apesar dessa definição geral, ainda podemos classificar as franquias em três tipos principais. Dê uma olhada em quais são:


1. Franquia unitária


Esse modelo de franquia consiste na concessão de apenas uma unidade de atuação da marca. Vale ressaltar que o local é determinado pelo franqueador. Apesar disso, dependendo da estratégia de expansão do detentor dos direitos da patente, um franqueado pode adquirir mais uma unidade da marca.


2. Franquia master


A master franquia é muito parecida com o da licença na qual estamos acostumados. A maior diferença é que ela se torna a responsável por dar suporte para algumas regiões e possui alguns benefícios exclusivos. Esse tipo de franquia tem exclusividade de comércio em certas locais e pode receber os royalties por novas franquias quando abertas.


3. Franquia de desenvolvimento de área


As franquias de desenvolvimento de área consistem em licenças que dão o direito do franqueado abrir mais de uma unidade por um tempo determinado em uma região específica. Esse modelo possibilita ajudar na expansão da marca e para entender o desenvolvimento da empresa naquele local.


As melhores microfranquias para investir em 2023


Selecionamos 11 microfranquias com pouco prazo para retorno financeiro e investimento inicial acessível. Dê uma olhada:


Uniube

  • Rede de educação presencial e a distância com cursos de graduação e pós-graduação;

  • Investimento médio: de R$ 15 mil a R$ 30 mil;

  • Tempo médio para retorno: 6 meses;

  • Faturamento médio: R$ 10 mil.


Otto Energia Sustentável


 Empresa de energia solar fotovoltaica

  • Empresa de energia solar fotovoltaica;

  • Investimento médio: R$ 30 mil;

  • Tempo médio para retorno: 5 meses;

  • Faturamento médio: R$ 13 mil.

Revista Mazalti

  • Revista sobre empreendedorismo;

  • Investimento médio: de R$ 7 mil a R$ 10 mil;

  • Tempo médio para retorno: 3 meses;

  • Faturamento médio: de R$ 3 mil a R$ 15 mil.

Mr. Fit

  • Fast food de alimentação saudável;

  • Investimento médio: a partir de R$ 6 mil;

  • Tempo médio para retorno: 4 a 12 meses;

  • Faturamento médio: de R$ 2 mil a R$ 20 mil.

EcoBike Courier

  • Serviço alternativo ao setor de delivery com entregas por ciclistas;

  • Investimento médio: R$ 1,8 mil;

  • Tempo médio para retorno: 2 meses

  • Faturamento médio: R$ 15 mil

Vida Leve

  • Franquia de comidas saudáveis;

  • Investimento médio: a partir de R$ 10 mil;

  • Tempo médio para retorno: 3 a 5 meses;

  • Faturamento médio: a partir de R$ 10 mil.

Mega Obras e Reformas

  • Rede de obras e reformas da construção civil;

  • Investimento médio: de R$ 23 mil até R$ 26 mil;

  • Tempo médio para retorno: 3 a 6 meses;

  • Faturamento médio: de R$ 10 mil a R$ 30 mil.

Minha Quitandinha

  • Franquia de minimercados autônomos;

  • Investimento médio: a partir de R$ 42 mil;

  • Tempo médio para retorno: 10 a 18 meses;

  • Faturamento médio: R$ 18 mil.

Clinanci

  • Franquia vegana especializada em cosméticos e home care para homens;

  • Investimento médio: de R$ 9 mil a R$ 20 mil;

  • Tempo médio para retorno: 1 a 6 meses;

  • Faturamento médio: R$ 20 mil.

Mérilu

  • Franquia de frango frito e demais quitutes;

  • Investimento médio: R$ 69 mil;

  • Tempo médio para retorno: 3 meses;

  • Faturamento médio: R$ 50 mil.

Arte Filmes

  • Produtora de vídeo, podcasts, lives e empréstimo de equipamentos para empresas;

  • Investimento médio: R$ 30 mil;

  • Tempo médio para retorno: 12 a 16 meses;

  • Faturamento médio: R$ 30 mil.

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você! Continue acompanhando a Comunidade Empretecos para mais posts como esses.

Um abraço, Bianca Becker / @biabeckerl. Até logo!

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5333 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?