Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightVida de MEIkeyboard_arrow_rightArtigos

MEIs têm péssimas condições de trabalho, informam pesquisas

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
MEIs têm péssimas condições de trabalho, informam pesquisas
Criado em 28 JUN. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

De acordo com dados do Simples Nacional, há quase 15 milhões de Microempreendedores Individuais (MEI) registrados no Brasil. Isso significa, no todo, 68% das empresas brasileiras, sendo que, para 78% desse segmento, o empreendedorismo é a única fonte de renda, e 37% dos lares desse grupo dependem dessa renda para sobreviverem.


Para simplificar, isso significa que 8 a cada 10 MEIs têm o próprio negócio como única fonte de renda. 


O presidente do Sebrae, Décio Lima, enfatiza que o empreendedorismo é uma das maneiras de o Brasil sair do mapa da pobreza, e que esses dados mostram o quanto os MEIs têm importância na recuperação econômica do país.


No entanto, dados do Sebrae Minas mostram que a maioria das pessoas por trás dos CNPJs vive uma rotina de sobrecarga de trabalho e nenhuma perspectiva de folga.



Flexibilidade e autonomia x Ritmo de trabalho intenso



Na pesquisa publicada pelo Sebrae Minas, cerca de um quinto das pessoas que têm MEI aberto disse que optou pelo empreendedorismo como maneira de ter mais independência, autonomia e flexibilidade no trabalho. 


A jornada de trabalho, porém, é mais longa do que as 8 ou 9 horas previstas nas leis trabalhistas, segundo a CLT.


Os empreendedores mineiros, em sua maioria, trabalham mais do que 8 horas por dia e não têm o costume de tirar férias quase 70% dos casos. Além disso, 34% afirmam trabalhar mais do que cinco dias por semana.


No começo do negócio, é comum que o ritmo de trabalho seja ainda mais intenso que o de costume, visto que tudo precisa ser feito do zero (e muitas vezes sem nenhum funcionário além do próprio empreendedor). A analista do Sebrae Minas, Laura Viana, destaca esse fato: apesar de poder ter um empregado, a grande maioria dos MEIs não tem e atua sozinha. Isso leva a ser impossível dividir tarefas. [...] Detalhes simples, como ter um WhatsApp Business com seu horário de atendimento para não precisar responder na hora, ajudam.


Outro ponto é o próprio uso das tecnologias para poder manter o funcionamento do negócio. No mundo pós-pandemia, é crucial estar presente no universo digital para alavancar vendas e captar leads. Porém muitos MEIs não têm sequer um bom computador ou um bom celular para realizar as tarefas. 


Isso leva a discussões a respeito de políticas públicas e privadas de apoio em tecnologia aos MEIs, para que possam adquirir notebooks baratos e outros equipamentos que fazem a diferença no dia a dia do trabalho por preços mais acessíveis.

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Vida de MEI
Vida de MEI
people 7372 participantes
O espaço dedicado exclusivamente aos Microempreendedores Individuais. Aqui você encontra conteúdo para ajudar quem já é MEI na solução dos problemas, e também para guiar todos aqueles que estão pensando em se formalizar. Seja bem vindo!
fixo
Em alta
Inscrição Estadual MEI - Paraná
24 nov. 2022Inscrição Estadual MEI - Paraná
VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
09 nov. 2021VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?