Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightVida de MEIkeyboard_arrow_rightArtigos

MEI pode contratar funcionário ou estagiário?

avatar RODRIGO FEYERABEND
Rodrigo Feyerabendfavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt2
MEI pode contratar funcionário ou estagiário?
2 pessoas curtiram esse artigo
Criado em 13 JAN. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase




Com o aumento das demandas e do faturamento, muitos MEIs passam a se questionar se é possível realizar uma contratação de um profissional que auxilie no desenvolvimento de suas atividades. 


É inegável que o objetivo de todo negócio é crescer; e com a expansão das demandas se torna cada vez mais necessário buscar ajuda, afinal, nem sempre é possível fazer o impossível para dar conta de tudo sozinho. Além de reduzir seu desgaste com o aumento da empresa, delegar algumas funções muitas vezes pode aumentar ainda mais sua produtividade e rendimentos.



Saiba como construir e monitorar as estratégias de marketing digital para alavancar o seu negócio. Acesse o curso Marketing digital para o empreendedor.


Minha empresa está crescendo, e agora?


Muitos MEIs ficam em dúvida se precisam mudar o formato da sua empresa para contratação de funcionários, mas nem sempre isso é necessário! A verdade é que isso vai depender do quanto de ajuda você está precisando e do faturamento anual do seu negócio.


Segundo a legislação brasileira, o MEI pode contratar até um empregado com remuneração de um salário mínimo ou piso salarial da categoria. 


O colaborador também pode ser um estagiário, desde que o contrato cumpra a Lei do Estágio, tornando obrigatório que a pessoa seja estudante ativa e não tenha vínculos empregatícios.


Ao realizar a contratação, o contratado terá todos os direitos e benefícios relacionados ao vínculo empregatício, assegurados pela legislação trabalhista e previdenciária, como: 


  • Salário mínimo ou piso estabelecido da categoria;

  • Férias;

  • INSS;

  • FGTS;

  • Multa de 40% sobre o FGTS em caso de dispensa sem justa causa;

  • E recebimento do 13º salário. 



Saiba mais sobre as boas práticas de segurança alimentar. Cadastre-se no curso Boas práticas dos serviços de alimentação.



Vale lembrar que, segundo a Lei Complementar n° 128/2008, o MEI está dispensado de contratar um contador. Mas o ideal é que você receba orientações de um, especialmente quando percebe que sua empresa está crescendo. É preciso ter cuidado e buscar saber quais são todos os custos tributários e obrigações na hora de contratar seu colaborador.


Além de efetuar o pagamento do salário, é obrigação do empregador arcar com os custos tributários - que correspondem a 11% do salário. Bastante né? Por isso é bom pensar muito bem e buscar ajuda especializada para garantir que sua contratação esteja de acordo com as obrigações da legislação trabalhista brasileira. 


Desses enormes 11%, 8% são referentes ao FGTS, descontados diretamente do salário do funcionário por meio do MEI. Além disso, outros 3% vão para o INSS. Fora as obrigações tributárias, o mais importante a se considerar ao pensar em uma possível contratação é ter em mente que seu limite de faturamento anual como MEI não muda, mesmo tendo ajuda, ele permanecerá o mesmo. É fundamental, portanto, avaliar quais são suas necessidades e o que vale mais a pena para o seu negócio.



Controle as finanças do seu negócio de forma eficiente: Acesse o curso de Gestão financeira e saiba mais.


DOCUMENTAÇÃO E CONTRATAÇÃO 


Para você contratar uma pessoa pelo MEI, você precisa reunir seguintes documentos do empregado:


  • CPF;

  • RG;

  • Cartão PIS (Programa de Integração Social);

  • Atestado médico admissional;

  • Declaração de rejeição ou requisição do vale-transporte;

  • Certidão de casamento ou nascimento;

  • Certificado militar;

  • Carteira de trabalho e Previdência Social CTPS;


Todos os documentos devem ser cadastrados nos documentos admissionais (exemplo: contrato, ficha de salário família, etc), nas plataformas governamentais e, inclusive, no eSocial.


O MEI deve anotar a data de admissão na carteira do profissional contratado, assim como as eventuais condições especiais de cada caso (em caso de CTPS seja física) - a carteira de trabalho é devolvida para o funcionário em até dois dias. Nesse momento, é interessante elaborar um termo de recebimento e o guarde como prova da devolução. Por fim, se o funcionário ainda não tiver cadastro do PIS, cabe ao MEI cadastrá-lo.


Além disso, caso o funcionário possua dependentes, o MEI precisa preencher uma ficha de salário família e cadastrar no eSocial, assim como os dados do empregado. Existem quatro tipos de dependentes do MEI previstos pelo INSS: cônjuge ou companheiro, filho com menos de 21 anos de idade ou inválido de qualquer idade, pais ou irmãos com menos de 21 anos de idade ou inválido de qualquer idade. 


Todos esses podem ter dois benefícios: pensão por morte ou auxílio reclusão. Nos dois casos, é preciso ter pelo menos 24 contribuições mensais ou ter dois anos de união estável (ou casamento). Os valores e o período dos benefícios são definidos pela idade do dependente.



Quer saber mais como desenvolver o seu time para ter melhores resultados? Acompanhe o curso Liderança: como desenvolver times de alta performance


Como proceder se o empregado estiver em afastamento?


A partir do atendimento da condição legal do afastamento, o empregador MEI pode contratar outro empregado. Esse novo contrato vai perdurar o tempo em que o contrato do outro empregado estiver interrompido ou suspenso. É o caso, por exemplo, da licença maternidade.


Dentro desse contexto, fica perceptível que qualquer um que formalize o MEI é capaz de não ficar totalmente sobrecarregado com a demanda de trabalho. Essa opção de contar com um funcionário ou estagiário no MEI pode ser uma alternativa para aumentar a carga de trabalho e impulsionar as vendas do próprio negócio. 


Não deixe de acompanhar os demais conteúdos da comunidade VIDA DE MEI!. Se inscreva para ficar por dentro de tudo que acontece por lá!


Um abraço, 

Rodrigo. 

avatar RODRIGO FEYERABEND
Rodrigo Feyerabend
Administrador, Gestor de projeto e Consultor do Sebrae/PR.favorite_outline Seguir Perfil
capa Vida de MEI
Vida de MEI
people 7434 participantes
O espaço dedicado exclusivamente aos Microempreendedores Individuais. Aqui você encontra conteúdo para ajudar quem já é MEI na solução dos problemas, e também para guiar todos aqueles que estão pensando em se formalizar. Seja bem vindo!
fixo
Em alta
Inscrição Estadual MEI - Paraná
24 nov. 2022Inscrição Estadual MEI - Paraná
VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
09 nov. 2021VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?