Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightFinanças e Tributoskeyboard_arrow_rightArtigos

Entenda por que o capital de giro é peça fundamental no crescimento de uma empresa

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Entenda por que o capital de giro é peça fundamental no crescimento de uma empresa
Criado em 01 JUN. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Manter um negócio funcionando em meio à pandemia e as crises econômicas, sem sombra de dúvidas, é uma tarefa desafiadora. Por trás de cada empresa que sobrevive no país, além da visão e do business intelligence, existe também planejamento e organização financeira. O controle do capital de giro, por mais antigo que seja, continua sendo uma receita modelo para o sucesso e crescimento no mercado. 


No Brasil, existem cerca de 14 milhões de empreendedores com negócios em operação há mais de 3,5 anos, o equivalente a 9,9% da população adulta. Esse fato garante ao país a 7ª posição no ranking mundial, e faz parte dos dados divulgados pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), no ano de 2021, em parceria com o Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP). 


Diante deste contexto competitivo, gestores e empresários precisam investir em técnicas que sejam capazes de tornar o comércio, ou a oferta de serviço, sustentável e rentável. Parte desse propósito começa com a organização das finanças. Nesse sentido, o capital de giro entra como uma peça fundamental na engrenagem do maquinário que compõe um modelo de negócio. 


Para que serve o capital de giro? 

Resumidamente, se entende como capital de giro a reserva que uma empresa dispõe para manter sua funcionalidade e honrar seus compromissos financeiros. Ou seja, é o dinheiro que cobre os custos (como pagamento de impostos, funcionários e fornecedores) até a entrada das receitas. O capital de giro funciona como a base da estrutura financeira de uma empresa. 


Para avaliar se a saúde do negócio anda bem, o gestor precisa analisar o Capital de Giro Líquido (CGL), cálculo que considera todas as entradas e saídas, e que se torna essencial para evitar surpresas e dívidas. O CGL serve para calcular o capital de giro ideal, conforme a equação: CGL = AC (Ativos Circulantes) - PC (Passivos Circulantes). 


Os ativos são os bens ou capitais que a empresa possui ou tem a receber. Uma empresa que trabalha com campanhas sazonais, por exemplo, elabora uma ação para incentivar que casais comprem um presente do Dia dos Namorados, e com base nisso, faz uma projeção de vendas. O valor desta quantia pode-se somar aos AC após concluídas as compras. Os passivos, por sua vez, vão englobar custos fixos de curto, médio e longo prazo, como obrigações, gastos, dívidas, empréstimos e contas. 


Especialistas do segmento defendem que a reserva de uma empresa precisa corresponder a até 60% do total de ativos, pois dessa maneira, garante as finanças em equilíbrio e previne casos de inadimplência. Por essa razão, entre as estratégias de manutenção de quaisquer empreendimentos, a efetiva administração do capital de giro deve ocupar um espaço de prioridade. 


Cuidados de rotina empresarial podem ajudar nesta gestão. Entre eles, estão:

  • disciplina;
  • corte de gastos desnecessários;
  • negociação com clientes;
  • fornecedores ou credores e;
  • análise das oportunidades de antecipação de recebíveis em instituições financeiras que trabalham com juros baixos. 


E você, tem dúvida sobre o capital de giro?

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Finanças e Tributos
Finanças e Tributos
people 4587 participantes
Comunidade digital que reune informações e conteúdos sobre FINANÇAS e TRIBUTOS diariamente. Participe!
fixo
Em alta
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
12 mai. 2020Tire dúvidas sobre: Empréstimo, Financiamento, Crédito e Fampe.
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?