Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDesafios da Educaçãokeyboard_arrow_rightArtigos

Educação online: uma adaptação nos métodos de ensino

avatar JULIANA BACILA KOWALEWSKI DE SOUZA DE OLIVEIRA
Juliana Bacila Kowalewski De Souza De Oliveirafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Educação online: uma adaptação nos métodos de ensino
Criado em 14 JAN. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A disseminação da Covid-19 forçou alunos e professores a mudarem sua comunicação online. As universidades estão fechadas até novo aviso, e temos que nos adaptar a um novo estilo de vida. Professores e administradores estão trabalhando arduamente durante este período, tentando manter os alunos no caminho certo uma adaptação nos métodos de ensino em tempo recorde.

Embora a evolução da tecnologia  permita muitas possibilidades, a mudança para a educação online  não é tão tranquila quanto gostaríamos. Enfrentar as armadilhas da aprendizagem digital pode ser desanimador e frustrante para professores e alunos. 

Organização dos processos de trabalho e gestão do tempo

Logo no início da pandemia, os professores tiveram que migrar suas aulas para o ambiente virtual, sem treinamento adicional e orçamento extra.

 

Como os sistemas de gerenciamento de aprendizagem abrangentes geralmente têm alto custo, os professores precisam usar várias ferramentas digitais para oferecer um aprendizado digital de qualidade.

 

Eles participam de reuniões virtuais com os colegas, pais e alunos a fim de gerenciar  a quantidade de informações que estamos enfrentando no momento e decidir a melhor estratégia de ensino online.

Perspectivas do professor

Por enquanto, todo mundo segue como se o mais importante fosse ensinar o que resta do currículo, tirar as notas finais e terminar o ano letivo formalmente. Mas é realmente necessário para os alunos? Essa é a maneira certa de lidar com essa nova situação?

Certamente não! Nesse quadro geral, talvez o maior fardo seja colocado sobre os professores.

 

Eles se encontram em uma condição em que não estão preparados e sem o suporte adequado. Os critérios e diretrizes impostos pelas instituições não são suficientes para lidar com a situação de forma eficaz. 

 

Os critérios de avaliação existentes que incluem testes e exames não são adequados para a aprendizagem digital.  Por exemplo, nenhum professor pode avaliar com certeza se a lição de casa atribuída aos alunos é escrita de forma independente, e preparar um plano de aula de acordo com o perfil de cada um ainda está longe da realidade.

 

Os professores precisam de preparação para usar ferramentas e plataformas online. Nem todos estão prontos para a nova situação, abrindo um leque de questões sobre a educação em nosso país.

 

Todos sabemos que, se queremos melhorar a qualidade da educação, precisamos usar melhor as tecnologias digitais, mas também precisamos dar suporte e treinamento adequados aos professores para apoiar a qualidade do ensino.

 

Quando questionados sobre sua experiência com o aprendizado online, os professores dizem: A maioria dos alunos está frequentando as aulas e fazendo seus deveres de casa, mas agora não podemos dizer se eles concluíram as tarefas de forma independente ou se foi um esforço em grupo. Como professores, nos vimos despreparados. É muito desafiador, pois nunca tivemos nenhum treinamento em ensino à distância.

 

Os professores apontam, ainda, o desafio da saúde mental neste período. Há uma alta carga emocional, pois muitos estão pela primeira vez se aventurando no ensino à distância ou online, e conciliando isso com o cuidado de seus próprios filhos em casa.

 

Perspectivas do aluno

 

A verdade é que, para muitos alunos, o aprendizado online é apenas uma formalidade e não um substituto real para o ensino regular. Alguns professores apenas compartilham o material com os alunos, sem ensiná-lo. 

 

O teste online às vezes é baseado no princípio do resolva você mesmo. Os alunos não estão adquirindo conhecimentos reais e duradouros. Alguns deles nem possuem equipamento adequado para assistir às aulas online. Os dispositivos em residências costumam ser compartilhados, o que pode trazer inconvenientes para compromissos, aulas e reuniões online que ocorrem simultaneamente.

 

Além disso, alguns professores não consideram o fato de que durante o teste online, o aluno pode perder a conexão com a Internet. Infelizmente, se isso acontecer, o aluno será avaliado com base no número de perguntas respondidas e registradas no sistema antes da perda da conexão, por exemplo. Os alunos também têm enfrentado problemas para gerenciar seu próprio tempo como resultado do ensino online, uma vez que depende da motivação e da maturidade do aluno em se dedicar o suficiente aos estudos sem a presença física dos docentes.

 

Qualidade de ensino: o futuro de um país

 

É óbvio que a situação afeta a todos, e todos precisam se unir para que possamos superar a pandemia. No entanto, não devemos permitir que a situação comprometa a qualidade de ensino de quem faz parte do futuro do nosso país.

 

Entre as soluções sistêmicas do Ministério da Educação para o desenvolvimento de um ensino de qualidade estão a criação de uma plataforma projetada que atenda a todos, bem como uma forma justa e eficaz de avaliação. Além disso, famílias vulneráveis devem ser apoiadas para que tenham os meios para adquirir equipamentos e habilidades que possam ajudar seus filhos no aprendizado online.

 

Estudantes e jovens devem ser consultados. As decisões futuras também devem levar em consideração como os alunos se sentem, seus pontos de vista, suas condições e necessidades. Os alunos devem ter acesso aos materiais sem se sentirem discriminados, desamparados quando têm dúvidas ou não ouvidos quando têm uma opinião ou pedido.

 

O método de avaliação também precisa passar por uma transformação. Os alunos não devem ser avaliados com notas numéricas, mas de forma descritiva. Conforme a situação evolui, uma abordagem mais proposital é definitivamente necessária, incluindo representantes de várias áreas na avaliação e no compartilhamento de suas experiências sobre o que funcionou bem e o que não funcionou. É preciso considerar os problemas e soluções enfrentados pelos alunos, pais e professores, pois só assim podemos obter os melhores resultados diante deste cenário.

O que você achou? Deixa aqui sua opinião ;)

avatar JULIANA BACILA KOWALEWSKI DE SOUZA DE OLIVEIRA
Juliana Bacila Kowalewski De Souza De Oliveira
Assistente - Sebraefavorite_outline Seguir Perfil
capa Desafios da Educação
Desafios da Educação
people 2002 participantes
Um grupo para falar sobre os desafios da educação com professores, levando informações, conhecimento e, principalmente, um lugar para dar voz a todos.. Aqui vocês podem escrever sobre assuntos que achem pertinente, assuntos que estejam latentes no seu dia a dia, ainda, um lugar para você compartilhar as suas experiências e nos alegrar com suas histórias. Essa comunidade é feita para VOCÊ.
fixo
Em alta
Tudo culpa da estagiária!
24 ago. 2021Tudo culpa da estagiária!
Aprimorando a pesquisa científica: avaliação da eficácia das ferramentas de IA na classificação da autenticidade de textos
02 mai. 2023Aprimorando a pesquisa científica: avaliação da eficácia das ferramentas de IA na classificação da autenticidade de textos
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?