Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNegócios em Turismokeyboard_arrow_rightArtigos

E essa tal de experiência turística?

avatar PRISCILA CAZARIN BRAGA
Priscila Cazarin Bragafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
E essa tal de experiência turística?
Criado em 23 NOV. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A experiência habita o imaginário do visitante desde a intenção de viajar, seja qual for o motivo da viagem. Toda a sua vivência anterior e visão de mundo influenciam na percepção e entrega à experiência e, esse fato é o que encanta no turismo, cada experiência é única e só acontece quando se encontram; o turista e seu objeto de desejo


Mas, como podemos fazer desse desejo, uma experiência memorável que satisfaça o consumidor e o deixe instigado a voltar? 


E de que maneira posso promover uma vivência autêntica a ponto de o visitante compartilhar e indicar esse produto para seus pares? 


Como podemos nos diferenciar nesse universo dinâmico que é o mercado de experiências?

Nesse artigo vamos abordar algumas dicas, falar um pouquinho sobre a experiência turística e refletir sobre como podemos preparar e potencializar nossos produtos para melhorar a satisfação do visitante. 


Há alguns pontos fundamentais que não podem ficar de fora do seu plano de inovação, pois a inovação nas experiências turísticas, seja ela nos processos, produtos e comunicação, é um aspecto imprescindível para o futuro do turismo, por isso, vale muito a pena desenvolver ou potencializar o seu produto de experiência com foco na inovação.


1.  Promova vivências cheias de sentido

O conceito de experiência é uma discussão bastante longa no meio acadêmico, mas o fato é que o visitante atual busca algo a mais do que lhe era oferecido. Assim, podemos entender a experiência como uma vivência que se inicia com o desejo ou oportunidade de realizar uma atividade fora da sua rotina diária, que possa lhe surpreender. 


As motivações podem ser diversas como:

  • a busca por contemplação;
  • encantamento;
  • bem-estar e participação;
  • bem como a absorção de símbolo;
  • de conhecimento e transformação do sujeito. 


Esse visitante quer encontrar sentido nas suas práticas, ou seja, conhecer os significados, saberes, histórias e apreender sobre hábitos. Sob um outro enfoque, a experiência é a viagem que proporciona valores, que melhora sua imagem e que enriquece seu currículo de viajante, algo relacionado também ao status por viajar. 


Ambas envolvem a autenticidade e inovação.


 2. Considere as mudanças no perfil dos consumidores.

As transformações que o novo consumidor apresenta é um assunto comum para os empresários e gestores de turismo, entre elas podemos destacar a busca de encantamento vinculada a um propósito e a busca por informações qualificadas sobre o destino e os produtos que ele vai consumir durante sua viagem. 


A gestão voltada para a sustentabilidade também está presente nas exigências desses novos perfis, se destaca a relação do produto com o ambiente e cultura em que está inserido, ainda as práticas de engajamento comunitário e consumo de produtos locais e regionais. 


As soluções inteligentes para o uso dos recursos naturais e gestão de resíduos, uso e reuso da água, bem-estar animal, uso de energia renovável, comunicação satisfatória, entre outros fatores relacionados à sustentabilidade também interferem na decisão do visitante. 


Todos esses elementos devem ser considerados ao pensar as inovações para uma empresa turística.


É fundamental considerar o perfil e conhecer quem é o seu cliente alvo:

  • quais são seus hábitos;
  • como ele se comporta;
  • como prefere consumir seus produtos;
  • quanto tempo permanece em cada experiência;
  • quanto está disposto a gastar e principalmente;
  • quais são suas motivações, valores e desejos ao buscar um produto. 


Para isso, há distintos estudos de perfis de demanda ou personas. Nos estudos de personas, especialistas da Economia da Experiência como Gilmore, destacam que os consumidores consomem histórias e experiências para além de consumir produtos e serviços. 


Conhecer e desenhar a persona de seu cliente potencial permite considerar suas características fundamentais, aumentando a possiblidade de satisfazer suas necessidades, desejos e proporcionar experiências diferenciadas que lhe tocam o coração. 


É possível se inspirar nas personas pré-estabelecidas para o Estado do Paraná que, através de um estudo de mercado, definiu 10 perfis de turistas que representam os nossos consumidores, vale identificar se alguma delas é adequada para os seus produtos turísticos e para a criação de novas experiências. 


Neste link você encontra as personas do Paraná


Conhecer seu público é a premissa básica para o sucesso de sua inovação e comunicação. 

Você pode identificar no seu plano de inovação as histórias e elementos que vão despertar as memórias desses clientes e promover uma integração genuína, uma conexão afetiva.


Para isso também é possível inovar na disposição dos ambientes com texturas cores, aromas, sabores e sons que dialoguem com o público, levando-o a um processo de contemplação e personalização.


3. Provoque os sentidos

Há muitas formas de vivenciar algo novo, porém a experiência do corpo é um fator que pode definir como o visitante registrará suas memórias e este, é provocado através dos 5 sentidos. 


As dicas parecem óbvias, mas as vezes um detalhe pode mudar tudo, imagine como alguém se sente ao ser acolhido em um local com luz agradável, cheiro de flores, café ou outra essência que possa harmonizar com a proposta e o ambiente. 


Um aroma agradável pode despertar memórias olfativas que geram conexão e abertura.


4. Conte histórias

A experiência do turista resulta do somatório de percepções que ele acumulou durante a estadia no local, assim a qualidade das interações entre os visitantes e os anfitriões é crucial para uma experiência positiva. 


Para isso, uma boa história pode integrar o visitante com o propósito da vivência, permitindo-o conectar-se com os símbolos e informações necessárias para aprender sobre a cultura e o local em que a experiência está inserida e ainda pode se divertir. 


Aqui podemos destacar fatores que fortalecem os vínculos na relação com o cliente como: a alegria e a postura do contador de histórias, a verdade com que representa e a forma como destaca as curiosidades e elementos afetivos sobre o passado e o presente.


 5. Garanta a qualidade dos serviços de suporte

A perspectiva de olhar para a experiência inclui toda a jornada do turista, antes, durante e depois da viagem. 


Por isso, os serviços básicos que compõem a experiência, como a comunicação "on line", o transporte, o acesso, a organização, a alimentação e hospedagem precisam ser tão incríveis quanto a proposta de vivência memorável


A experiência em si pode estar relacionada com os serviços básicos, com por exemplo na riqueza da gastronomia, de hospedagens com uma história ou diferencial e, ainda no transporte como trens, balões etc. 


Caso os serviços não sejam o foco da experiência, a manutenção da qualidade influencia totalmente a percepção do visitante, portanto, de nada adianta ter uma experiência autêntica se os serviços não forem adequados.


E aí, gostou? Vamos por a mão na massa?


Espero que você tenha gostado dessas dicas. 


Em nossa Comunidade há diversos artigos que abordam e aprofundam algumas dessas ideias, mas, se você tem uma ideia brilhante para melhorar seu produto ou lançar um novo produto, pode procurar o Sebrae, estaremos sempre prontos a acolher suas necessidades e facilitar o caminho para a prosperidade e autenticidade das experiências de sua empresa. 


Quer saber como? Baixe o material complementar que deixamos em anexo para você, esse CANVA, é um roteiro para você construir seu Plano de inovação e formatar novas ou potencializar suas experiências turísticas, ele permite que se coloque no papel as dicas que abordamos acima.


E caso tenha dúvidas, venha conversar com um de nossos consultores.

avatar PRISCILA CAZARIN BRAGA
Priscila Cazarin Braga
favorite_outline Seguir Perfil
capa Negócios em Turismo
Negócios em Turismo
people 1288 participantes
Conteúdo relevante, prático e instrutivo, indicando soluções para as empresas e atores ligados aos negócios de turismo e viagem buscarem novos caminhos e superarem a crise.
fixo
Em alta
Experiências turísticas do Paraná
29 nov. 2022Experiências turísticas do Paraná
Origem e importância dos bares
18 nov. 2022Origem e importância dos bares
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?