Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

E-commerce pode vender 20% a mais do que o esperado, diz pesquisa

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
E-commerce pode vender 20% a mais do que o esperado, diz pesquisa
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 06 OUT. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Muita coisa mudou nestes quase dois anos de pandemia, principalmente a forma como consumimos. Com muitas lojas fechadas por tempo indeterminado e a necessidade de respeitar as medidas de restrição, tanto varejistas, quanto consumidores, recorreram ao e-commerce para continuar vendendo e comprando, respectivamente, impulsionando o comércio eletrônico como nunca antes no Brasil, inclusive em datas comerciais movidas por descontos como Dia das Mães, Natal e Black Friday.


A pesquisa Comunicação e acompanhamento fazem a diferença na experiência de compra do cliente, realizada pela Infobip e encomendada pelo International Data Corporation (IDC), revelou que mais de 80% dos consumidores brasileiros atualmente compram através da internet, e sua primeira experiência foi durante o período de isolamento social. 


Dentre os setores que mais venderam online durante esse período, destacam-se lojas de roupas e calçados (76,3%), aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos (68,9%) e cosméticos e perfumaria (57,5%). Até os estabelecimentos que vendem materiais de construção encontraram espaço no e-commerce (16,4%), uma vez que a demanda desses produtos aumentou bastante durante esse período em que as pessoas passaram mais tempo em casa.


O estudo ainda estima que as vendas online podem crescer em até 20% no pós-pandemia. A expectativa é de que o e-commerce atraia cada vez mais consumidores, uma vez que trouxe inúmeras facilidades para quem quer comprar e vender de forma prática pela internet. A Black Friday, que acontecerá em novembro, promete bater recorde este ano, animando lojistas e o público, que sempre encontra produtos com bons preços em comparação com o resto do ano, principalmente nas lojas online.


Hoje, há inúmeras formas de levar seus produtos até os usuários da internet, incluindo o marketplace de várias redes sociais e até aplicativos, como o WhatsApp, que hoje serve como um canal de vendas. Dá para enviar ofertas, tirar dúvidas, informar sobre o andamento de entregas e estabelecer um verdadeiro relacionamento com os clientes. 



Oferecer uma boa experiência para o cliente tem se tornado o objetivo para todos aqueles que comercializam produtos e serviços através da internet. Não é possível gerir um negócio de forma aleatória, pois o e-commerce exige planejamento, adaptação e entendimento do mundo digital, que oferece cada vez mais possibilidades para quem busca estabelecer uma presença online. 


A pandemia é passageira, mas as mudanças que causou não vão desaparecer tão rapidamente. O e-commerce oferece várias vantagens para quem quer comprar e vender pela internet e conseguir ganhar força, mesmo em um conturbado cenário econômico.


avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 760 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?