Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightMulheres Empreendedoras keyboard_arrow_rightArtigos

Desenvolvimento Territorial: Uma estratégia de redução do assistencialismo

avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Akifavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Desenvolvimento Territorial: Uma estratégia de redução do assistencialismo
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 19 JUN. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase


Nos trabalhos de apoio às cidades, temos percebido o grande aumento que as secretarias de assistência social têm verificado em atendimentos de cestas e bolsas, de apoio a subsistência da parcela mais fragilizada da população.


No Centro Oeste, grande parte desse grupo é formado por migrantes de outras regiões do país, que, atraídos pela força do agro ou pelos investimentos que estão sendo feitos na região, buscam emprego e renda.

O que acontece é que grande parte desse fluxo não é qualificado, e muitas vezes demonstra resistência em se qualificar. Assim, constatamos no mesmo espaço-tempo a falta de mão de obra e o desemprego....


O resultado é o crescente custo com assistencialismo nas prefeituras. Não cabe aqui julgar a importância desse investimento social, pois não haverá riqueza para todos enquanto ela não estiver ao alcance de cada um, mas a questão da motivação para capacitação, para o empreendedorismo e a melhoria da confiança/autoestima das pessoas desse grupo é um enigma a ser resolvido.



Diante desse contexto, é oportuno apresentar a estratégia usada no CIDADE EMPREENDEDORA, no Mato Grosso do Sul



Conhecedores dessa realidade e dos fatores agravantes que potencializam a dificuldade de sua solução, desenvolvemos dentro da aba TECIDO SOCIAL, uma estratégia baseada em 3 ações que visa lidar de forma positiva e construtiva com o problema:



 ·         SABOR E GESTÃO


Capacitação em culinária que é ofertada a mulheres que retiram cestas básicas na Secretaria de Assistência Social. O intuito é ensinar o preparo de pratos do dia a dia usando produtos mais ofertados pela agricultura familiar da própria cidade. Além disso, são trabalhadas também nessas capacitações, questões básicas de gestão financeira.


·         COZINHA COMPARTILHADA 


Para dar condições de produção de alimento saudável, a prefeitura investe em uma estrutura de cozinha industrial que é operada por rodízio, entre as pessoas capacitadas, e que ali podem produzir de forma legalizada seus produtos.


·         FEIRA DA LUA 


Uma opção de lazer para o município, onde as pessoas que empreendem com artesanato, comida fora do lar e agricultura familiar, podem vender seus produtos. Ela cria lazer para as famílias, atividade de reforço cultural e da identidade das comunidades, e acesso a mercado para as pessoas capacitadas do Sabor e Gestão.


Bacana né?!


Usando o critério de ideias de baixa complexidade, baixa resistência, baixo investimento, consegue-se um alto impacto na cidade e o fortalecimento da comunidade e da economia local.


Augusto Aki Consultor/Supervisor Cidade Empreendedora


avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Aki
favorite_outline Seguir Perfil
capa Mulheres Empreendedoras
Mulheres Empreendedoras
people 1771 participantes
Somos uma comunidade de mulheres empreendedoras, que lutam diariamente para superar as dificuldades e chegarmos onde queremos! Somos fortes e empoderadas.
fixo
Em alta
Empreender é sobre Crescer e Contribuir
20 out. 2022Empreender é sobre Crescer e Contribuir
Seja a Influenciadora do seu negócio!
10 ago. 2022Seja a Influenciadora do seu negócio!
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?