Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNegócios em Turismokeyboard_arrow_rightArtigos

Crescimento do delivery

avatar MATHEUS BORGES DE OLIVEIRA
Matheus Borges De Oliveirafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Crescimento do delivery
Criado em 17 DEZ. 2020
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A palavra delivery já é conhecida há muito tempo, mas esse ano, com certeza chegou em muitas empresas e pessoas que antes não eram tão próximas desse estilo de trabalho nem de consumo.

2020 foi um ano atípico para todos, porém, falando de empresas, acredito que o impacto tenha sido um pouco maior a maioria delas passaram por algum tipo de dificuldade e algum tipo de mudança. Como este ano foi praticamente um ano inteiramente de adaptação para o  digital, essas mudanças tiveram muita relação com o estilo de venda delivery, empresas que nem imaginavam trabalhar com esse formato, tiveram que sair da sua zona de conforto e se adaptarem para passar por essa fase um tanto quanto complexa.

Segundo um publicação no site Terra, até maio de deste ano, o trabalho com delivery teve um aumento de 59%, o que mostra um aumento considerável em relação ao crescimento desde 2018 que foi de 23%.

Infelizmente para algumas pessoas, a pandemia trouxe muitos prejuízos, mas em contrapartida, ela serviu para abrir a mente de alguns empresários que colocaram a mão na massa e investiram em mudanças para salvar seu negócio.

Eu acredito que todos, pelo menos uma vez na vida já consumiu algo que foi entregue via delivery, seja de uma farmácia, loja ou até mesmo de um supermercado, porém o mais comum são as empresas de comida que por, incrível que pareça, algumas delas ainda não usavam as entregas como uma opção o que com certeza mudou depois da pandemia.

Um exemplo claro que eu presenciei na minha cidade, foi o de uma lanchonete que eu costumo frequentar, eles trabalham com lanches prensados e nunca tiveram contato com delivery antes da pandemia e nem com  a realização de pedidos via WhatsApp, ou seja, pra eu pedir o lanche eu teria que ir até o estabelecimento ou ligar.

Depois de um mês de pandemia no Brasil, quando as empresas puderam reabrir as portas, eles optaram em trabalhar com as duas ferramentas citadas anteriormente e funcionou muito bem, ficou muito mais prático e rápido, eles já possuem meu endereço salvo, precisei mandar apenas uma vez. Essa mudança  deixou claro pra mim a ideia de que trabalhar com delivery muda totalmente a sua empresa e ainda gera emprego para os entregadores.

(Segue um link com 3 motivos para investir em um delivery para seu restaurante.)

Além disso, é importante ressaltar que esse aumento está totalmente relacionado com uma das orientações da OMS (organização mundial da saúde) sobre os cuidados com o COVID-19, que é evitar aglomeração, ou seja, as pessoas tiveram que optar pelo delivery para não deixar de consumir em seus lugares favoritos, logo esse lugar teve que se adaptar para esse novo modo de trabalho.

Esse vídeo publicado no Youtube fala um pouco sobre esse assunto. Isso levou muitas pessoas que são idosos, grupo de risco a ficarem em casa, e claro, não podemos sair mas ainda podemos consumir

 

 

avatar MATHEUS BORGES DE OLIVEIRA
Matheus Borges De Oliveira
favorite_outline Seguir Perfil
capa Negócios em Turismo
Negócios em Turismo
people 1269 participantes
Conteúdo relevante, prático e instrutivo, indicando soluções para as empresas e atores ligados aos negócios de turismo e viagem buscarem novos caminhos e superarem a crise.
fixo
Em alta
Experiências turísticas do Paraná
29 nov. 2022Experiências turísticas do Paraná
Origem e importância dos bares
18 nov. 2022Origem e importância dos bares
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?