Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Cresce número de empresas abertas por menores de idade

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Cresce número de empresas abertas por menores de idade
Criado em 05 DEZ. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

O Brasil vem registrando uma nova tendência entre jovens com menos de 18 anos de idade: a abertura de microempresas e o interesse por empreender. 


Um levantamento realizado pelo Datahub aponta que, somente no primeiro semestre de 2022, houve um aumento de 227% na abertura de microempresas individuais (MEI) por jovens emancipados, ou seja, que ainda não atingiram a maioridade.

 

Ao todo, foram 1.173 microempresas abertas por menores de idade, sendo que o mesmo período de 2021 registrou apenas 359. Atualmente, o Brasil já conta com 2.328 MEIs pertencentes a jovens.


Dentre as principais motivações apontadas pela pesquisa, a principal delas está na possibilidade de se tirar uma fonte de renda antes de ter uma formação superior, ter iniciado uma carreira ou até mesmo estar inserido no mercado de trabalho. 


Esse seria o segundo principal motivo que vem levando os jovens a se interessarem pelo empreendedorismo: a dificuldade de arranjar um emprego quando se tem menos de 18 anos

Diante disso, muitos estão decidindo criar suas próprias oportunidades de inserção no mercado, tentando a sorte nos segmentos que mais lhe interessam. Informatização como aliada.


Essa nova era de digitalização foi um dos grandes estopins para o aumento de MEIs no país, algo que já vem sendo observado desde o início da pandemia, em 2020. 


A facilidade de abrir uma microempresa e de expor seu trabalho no ambiente digital são alguns dos grandes atrativos para que esses jovens decidam se arriscar no meio empreendedor. Além disso, é um investimento seguro e barato, já que o imposto cobrado mensalmente é baixo.


O e-commerce é uma das preferências dos jovens empreendedores, justamente pela facilidade de anunciar e vender produtos na internet. A possibilidade de atuar em praticamente qualquer setor, seja no de moda ou no automotivo, por exemplo, também é um aliado na hora de embarcar na área do comércio.


Contudo, ainda existe o outro lado do cenário, que mostra como a crise econômica vem interferindo no contato dos jovens com seu primeiro emprego. 


O MEI, acaba sendo uma saída para ter uma fonte de renda diante das dificuldades, mas muitos acabam não tendo oportunidade de ingressar no mercado de trabalho da forma tradicional, com um emprego CLT que ofereça benefícios.


É uma alternativa bem-vinda e que, com esforço, gera retorno, mas não é considerada ideal para quem está entrando no mercado agora. 



FLAVIA VIANA

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5313 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?