Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightMulheres Empreendedoras keyboard_arrow_rightArtigos

Como vencer a insegurança com 7 hábitos simples

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Como vencer a insegurança com 7 hábitos simples
Criado em 06 SET. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A insegurança é algo que atinge boa partes das pessoas, seja no trabalho ou até mesmo nas relações pessoais. Vencer a insegurança tem se tornado um tabu e discuti-la ultrapassa uma necessidade somente dos consultórios psicológicos!

 

Afinal de contas, ela afeta nosso dia a dia e muitas vezes nos impede de conquistar coisas, iniciar projetos e até mesmo por um ponto final em um ciclo que não faz mais sentido na nossa vida!

 

Mas uma coisa boa é que podemos mudar nossos hábitos e melhorar nossos passos e se tornar uma pessoa mais confiante. Pensando nisso, a Comunidade Sebrae separou algumas dicas valiosas para te ajudar a vencer a insegurança por meio de 7 hábitos iniciais.

 

1. Autoconhecimento em primeiro lugar!  

 

O melhor passo para começar a tratar sua insegurança é conseguir decifrar de onde ela vem. É nesse momento que o autoconhecimento entra em ação e vale mesmo a pena procurar ajuda especializada de alguém que você confie!

 


 

Encontre um psicólogo com quem você se sinta confortável e seguro, invista na autocrítica e tente ver os acontecimentos do dia-a-dia por um prisma mais global. Afinal, nem tudo é culpa dos outros, assim como nem tudo é nossa culpa! 

Quanto mais você se conhecer, mais fácil esse processo fica.

 

2. Comece devagar!

 

Por mais que esteja decidido de uma vez por todas a deixar insegurança de lado e se arriscar, não dê passos muito grandes! Isso não significa que você não é capaz, mas deixar velhos hábitos é uma tarefa diária e que requer calma e dedicação. Ir pouco a pouco, faz com que a caminhada seja mais fácil de ser percorrida!

 



Comece com passos pequenos, coisas simples do dia-a-dia, que você sabe que por mais que sejam simples para os demais, para você não é bem assim.

 

3. Acredite mais em você!

 

Por mais que ouvir opiniões externas seja importante, tente focar mais em si mesmo e acreditar no seu potencial! Dá trabalho? Sim, mas é algo que precisa ser feito! Ninguém é perfeito, ninguém acerta sempre e, quase sempre, é no erro que se aprende! 

Essa é outra mudança que faz parte do "acreditar em nós mesmo" aceitar o erro com parte fundamental no processo é algo que nos ajuda naquele momento que temos medo de não conseguir. Pense: quantas vezes Bill Gates e outras personalidades de sucesso tentaram antes de conseguir alcançar o sucesso? 

 

Você pode, confia!

 

4. Cuide mais de você

 

A autoestima e a segurança trabalham juntas e com toda certeza uma influência na outra! Lembre-se: cuide mais de você, não pelos outros, mas por você, pelo seu bem-estar pessoal e para alimentar a sua confiança em si mesmo!

 



Tente iniciar uma atividade nova pelo simples prazer de fazê-la! Encontrar um hobby é uma ótima forma de tirar a nossa mente do turbilhão de informações diárias e encontrar um momento para nos reconectarmos. E, olha, para tratar a insegurança, quase sempre precisamos ser amigos da introspecção.

Pense nisso!

 

5. Pense positivamente

 

Por mais que pareça difícil, esse é um tópico muito importante! Comece devagar, sempre que for fazer algo fixe na sua mente: eu consigo, eu sou capaz, eu acredito em mim. Parece bobo, mas com o tempo tende a se tornar algo realmente eficiente e inerente a nós mesmos.

 


 

Então, preste bastante atenção nos seus pensamentos, e tente não cultivar ideias autodestrutivas. Nossa mente, muitas vezes, pode nos aprisionar em paranoias que acabam minando nossa autoconfiança.

 

6. Não se compare com os outros

 

Sem essa de se comparar com os outros, hein? Cada pessoa tem um jeito e modo de se comportar diante diversas situações. E até pode parecer que algumas pessoas têm a vida perfeita, mas todo mundo tem um ponto sensível que esconde ou tenta tratar assim como você está fazendo. 

 


 

Afinal, ninguém consegue ser super segura 100% do tempo!

 

7. Esqueça o passado e avance

 

Por mais que o passado tenha sido muito difícil e as dificuldades aparentem não ter fim elas passarão, assim como tudo na vida! Então, por que ficar remoendo e se prendendo ao já ficou lá atrás? 

 

Ao invés disso, tente apreciar seu amadurecimento em meio a caminhada! Mas não se esqueça, dificuldades irão aparecer novamente e, da mesma forma que elas voltam, também vão embora em algum momento. O que fica é nossa atitude diante dos acontecimentos.

 

O que causa insegurança nas pessoas?

 

O que nos causa insegurança é algo bastante subjetivo e pessoal que, na grande maioria das vezes, tem fundo em acontecimentos passados, na forma como fomos educados e em gatilhos que ocorrem no dia a dia. 

 


 

Como reflexo, a insegurança tende a aparecer em situações como: falar em público, iniciar projetos, tomar iniciativa de algo, colocar um fim em uma situação que nos afeta, desapegar de hábitos destrutivos e, o mais clássico de todos, no medo de errar.

 

Ou seja, isso varia de pessoa para pessoa e, possivelmente, dos traumas que a fizeram desenvolver essa insegurança.

 

Não há uma receita mágica que nos ajude a romper com a insegurança, infelizmente! Também não tem como alguém mudar isso em nós mesmos. Afinal, o sentimento é algo que reside na gente, logo, nós somos os responsáveis por mudar esse cenário.

 

Esperamos que as dicas de hoje tenham te ajudado a dar os primeiros passos em busca de mais segurança. Mas lembre-se, nenhuma lista que você encontrar na internet irá te dar os melhores direcionamentos do que um profissional da psicologia. Então, considere começar a terapia esse é sem dúvida o passo principal!

 

Até a próxima!


avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Mulheres Empreendedoras
Mulheres Empreendedoras
people 1772 participantes
Somos uma comunidade de mulheres empreendedoras, que lutam diariamente para superar as dificuldades e chegarmos onde queremos! Somos fortes e empoderadas.
fixo
Em alta
Empreender é sobre Crescer e Contribuir
20 out. 2022Empreender é sobre Crescer e Contribuir
Seja a Influenciadora do seu negócio!
10 ago. 2022Seja a Influenciadora do seu negócio!