Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightMulheres Empreendedoras keyboard_arrow_rightArtigos

Como planejar o 2023 da sua empresa

avatar ACEA EVGUENI RATCHEVA
Acea Evgueni Ratchevafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Como planejar o 2023 da sua empresa
Criado em 27 DEZ. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase



Investir na integração da equipe e na recompensa pelos esforços de cada um é essencial para manter a motivação dos colaboradores e a harmonia no ambiente de trabalho. Com o final do ano se aproximando, o período de balanços gerais das empresas e das confraternizações institucionais marca presença. Depois de um ano intenso de trabalho, nada mais justo do que comemorar as metas alcançadas. 


Porém, o final do ano também é uma época importante para analisar os resultados obtidos no ano que passou e pensar em novas estratégias para melhorar o desempenho no ano que se aproxima. 



Festejar, mas também revisar e planejar


Além das comemorações por um ano inteiro de trabalho, toda empresa de sucesso deve se preocupar em revisar o que foi feito no ano que passou. Esse exercício é um esforço para entender e analisar o que foi feito, identificar quais falhas aconteceram nos processos e, principalmente, mensurar o que faltou ou sobrou nos projetos da empresa.

 

De maneira geral, revisar tudo que foi feito é importante para identificar as potencialidades e vulnerabilidades da empresa, sempre em conjunto, para que todos os colaboradores exercitem sua memória e se recordem do porque realizaram ou não determinada ação (ou divulgação), quais foram os seus limitadores e as consequências positivas e negativas foram geradas a partir dessa atitude. 

 

 

Planejamento estratégico antes do ano acabar: vantagens

 

 

Na prática, um bom planejamento para o ano seguinte pode te ajudar a evitar "retrabalhos" e burocracias desnecessárias nos processos complexos, os quais estão mais sujeitos a erros na empresa. Assim, você evita desgastes com prestadores de serviços, colegas de equipe e diretoria. Sem clareza nos objetivos e planejamentos aos colaboradores, muito tempo se perde fazendo e refazendo trabalhos, pela ausência de uma meta estabelecida. Tudo isso traz prejuízos e desperdícios em coisas simples do cotidiano, ao final de um ano isso pode chegar a volumes impressionantes.

 

  • Organizações proativas e não reativas: o planejamento pode ajudar as empresas a anteciparem certos problemas antes que aconteçam, o que lhes permite mais tempo para tomar as precauções necessárias para evitá-los. 

 

Assim, elas se tornam mais proativas e menos reativas, com tempo disponível para analisar as tendências do mercado ao longo do ano e manter-se sempre um passo à frente da concorrência;


  • Estabelecimento de um senso de direção: metas claras e realistas para cada colaborador podem ajudar a alinhar a visão e a missão traçadas pela empresa, ajudando-a a crescer, avaliar seu sucesso, compensar seus funcionários e estabelecer limites para tomadas de decisões eficientes;


  • Aumento da eficiência operacional: um planejamento para o ano seguinte fornece uma espécie de "roteiro" para os colaboradores trabalharem ao longo dos meses, reduzindo as chances de que as metas estabelecidas não sejam cumpridas e, assim, aumentando a produtividade da empresa;


  • Impulso ao market share e a lucratividade: o planejamento pode ajudar as empresas a obterem informações valiosas sobre tendências de mercado, segmentos de consumidores e ofertas de produtos e serviços, ajudando-os a alinhar os esforços de vendas e de marketing para conseguir os melhores resultados possíveis e aumentar a lucratividade da empresa;


  • Maior durabilidade aos negócios: o planejamento ajuda a empresa a ter foco e previsão ao longo do ano, ganhando mais competitividade em relação ao mercado cada vez mais globalizado e em constante transformação.



Planejamento estratégico: desafios para implementação


  • Alto custo para pequenas e médias empresas: um bom plano estratégico pode custar caro para empresas de pequeno e médio porte, pois ele pode exigir auditorias e profissionais especializados, de fora da empresa, para analisar ambientes internos e externos;


  • Processo complexo: por consistir em várias etapas conectadas entre si, as quais devem ser constantemente ajustadas ao longo do ano, o processo exige bastante tempo, dedicação e paciência de toda a equipe.



Planejamento estratégico: como colocar em prática


 

Segundo dicas do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), um bom planejamento estratégico para o ano que se inicia deve considerar mudanças e melhorias em todos os pilares do seu negócio, isto é, finanças, marketing, vendas, pessoas e estratégias.


  • Controle de caixa: uma boa dica para controlar a parte financeira da sua empresa é terminar o ano com um balanço geral que separe valores específicos para fluxo de caixa, investimentos, despesas e estoque. Saber os valores nas entradas e saídas de caixa é essencial para que a empresa saiba o pode ou não arriscar, e até promoções que pode ou não fazer; 


  • Projetar vendas: esse planejamento é interessante para mensurar as entradas mês a mês, assim como prever uma média de cobranças necessárias no mesmo período é importante para ir diminuindo, gradativamente, o índice de inadimplência na sua empresa. Para isso, comece fazendo uma tabela de clientes fixos e em potencial, mensurando o tíquete médio consumido na loja e definindo ações para os colaboradores atingirem as metas;


  • Marketing: um bom planejamento para o ano seguinte pode te ajudar a analisar o mercado para direcionar suas ações e atrair ainda mais clientes, estabelecendo uma estratégia de marketing efetiva para aumentar a lucratividade do seu negócio.

 

  • Ambiente de trabalho e pessoas: mudanças positivas podem ser pensadas diretamente no RH da sua empresa, na hora de contratar. Aposte em seletivas mais minuciosas, que te tragam a certeza de que a pessoa a ser contratada está qualificada e disposta a assumir a responsabilidade do cargo. 

 

O ambiente de trabalho também pode ser reformulado para motivar ainda mais os funcionários. Além de cuidar da infraestrutura física, é importante manter sempre o espaço aberto para o diálogo, iniciativas e sugestões dos colaboradores, para eles se sentirem parte do todo.

 

 

Ao final de um ano, é importante investir em um planejamento estratégico como forma de trazer um direcionamento para sua empresa, e não como uma limitação para não ousar. Afinal, todo empreendedor é capaz de encontrar, nas dificuldades, uma oportunidade para fazer melhor do que antes. Quer saber mais oportunidades? Acesse nosso portal e caso necessite de atendimento com profissionais especialistas, basta solicitar pelo site ou WhatsApp.


avatar ACEA EVGUENI RATCHEVA
Acea Evgueni Ratcheva
Mãe do Arthur | Head da comunidade Mulheres Empreendedoras | Especialista em Marketing Empresarial e Marketing Intelligence | Consultora no Sebrae Paraná | Empresária do segmento infantilfavorite_outline Seguir Perfil
capa Mulheres Empreendedoras
Mulheres Empreendedoras
people 1790 participantes
Somos uma comunidade de mulheres empreendedoras, que lutam diariamente para superar as dificuldades e chegarmos onde queremos! Somos fortes e empoderadas.
fixo
Em alta
Empreender é sobre Crescer e Contribuir
20 out. 2022Empreender é sobre Crescer e Contribuir
Seja a Influenciadora do seu negócio!
10 ago. 2022Seja a Influenciadora do seu negócio!