Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Como escolher uma logo para minha empresa?

avatar ELIZETE HUCHAK
Elizete Huchakfavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt3
Como escolher uma logo para minha empresa?
3 pessoas curtiram esse artigo
Criado em 09 AGO. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Quando o empreendedor começa seu próprio negócio existem muitas decisões e construções a serem feitas para levar sua ideia até seus objetivos. Duas grandes decisões que ele deve tomar já no início são referentes à construção da identidade verbal (nome, tagline e slogan) e a identidade visual (logo e componentes visuais). Neste texto vamos forçar no entendimento da identidade visual e como tomar melhores decisões para algo tão importante para seu negócio.


Sabemos que muitas vezes este processo acaba sendo feito pelo próprio empreendedor ou alguém do seu círculo próximo. Mas, é necessário ter consciência da importância de criar a marca gráfica dentro de um processo adequado, sabendo que ela não é apenas qualidade estética e sim alinhamento à sua identidade e seu público. Portanto, dentro do sistema de elementos que compõem a marca: tangíveis e intangíveis, ambos precisam ajudar na construção de uma imagem (percepção do público) alinhada e mais homogênea possível.


No processo de criação e avaliação das marcas gráficas existem fatores que dizem respeito ao desempenho. O bom entendimento destes elementos faz com que a logo alcance bons resultados. Por isso, trazemos aqui os principais fatores para avaliação de uma boa marca gráfica:


·      ORIGINALIDADE: diz respeito ao seu contexto, sair do lugar comum e conseguir se diferenciar. Mas originalidade 100% não existe, pois devido ao grande número de empresas, todas as formas e cores foram exploradas.

·      APLICABILIDADE: É necessário saber as necessidades da marca, onde será aplicada. Para isso, cada empresa tem sua realidade (digital, impresso, serigrafia, etc).

·      ADEQUAÇÃO: A marca deve estar adequada ao seu universo, seu negócio, seu público.

·      CONTEMPORANEIDADE: Quanto mais atemporal, a marca pode se manter por vários anos sem necessariamente ser atualizada. Vincular-se a uma época ou momento específico da história, só se justifica se ela representa a essência da marca.

·      DECLINIBILIDADE: Este fator diz respeito a adaptabilidade da marca para outras submarcas. É uma característica interessante, mas isso deve ser avaliado se realmente vale o esforço para cada caso específico.

·      PREGNANCIA: Toda marca precisa ser lembrada e facilmente interpretada.


Como você deve ter percebido muitos dos fatores tem a ver com escolhas de tipografias, paleta de cores, formas e outros elementos que podem exigir conhecimento técnico. Mas caso não seja possível contratar os serviços de um profissional, considere analisar os pontos que colocamos acima para uma construção mais assertiva da sua logo.

A sua logo é responsável por grande parte do resultado da primeira impressão que as pessoas têm da sua empresa. Na vida e nos negócios o equilíbrio é fundamental. E na relação do ser x parecer, não é diferente. Gloria Kalil têm uma frase que diz: "Aparência não substitui competência, mas não há competência que não se beneficie de uma boa aparência.


Procure sempre SER uma marca forte, mas não esqueça também de PARECER uma marca forte.


Um abraço, Elizete.


avatar ELIZETE HUCHAK
Elizete Huchak
favorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 763 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?