Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightVida de MEIkeyboard_arrow_rightArtigos

Como emitir nota fiscal eletrônica do MEI: aprenda a emitir a primeira nota!

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Como emitir nota fiscal eletrônica do MEI: aprenda a emitir a primeira nota!
Criado em 11 JUL. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

O número de Microempreendedores Individuais (MEIs) só cresce no Brasil e, juntamente com isso, aumentam as dúvidas sobre a formalização de um negócio próprio.As notas fiscais eletrônicas, por exemplo, são um dos processos que surgiram para facilitar a gestão das empresas, mas nem todos entendem a devida importância desse assunto. 


Até mesmo empresários mais experientes passam por algumas dificuldades e ficam inseguros quando se trata de processos burocráticos e tributação. Por isso, preparamos para você um guia para esclarecer as principais dúvidas sobre a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).


Saiba como construir e monitorar as estratégias de marketing digital para alavancar o seu negócio. Acesse o curso Marketing digital para o empreendedor.


Documento digital e a conformidade com a legislação


A NF-e é um documento digital criado para substituir a nota de papel e, com isso, reduzir os custos de impressão e riscos de extravio. Com ela você formaliza e registra cada operação que envolve a circulação de mercadorias ou prestação de serviços (da mesma forma que é feito com as notas fiscais tradicionais). Além de garantir que determinada venda foi de fato realizada, esse documento é essencial para comprovar que a empresa paga seus tributos corretamente e está em conformidade com a legislação.


As notas podem ser classificadas em cinco formatos diferentes, conforme a atividade desempenhada pela empresa:


  • Nota Fiscal de Produto (NF-e): é para documentar a compra e venda de produtos ou serviços, sujeitos à cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);

  • Nota Fiscal de Serviço (NFS-e): é para documentar a empresa que presta serviços como atividade principal ou secundária; portanto, sujeita à cobrança de (Imposto sobre Serviços (ISS);

  • Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e): é a nota que substitui o cupom fiscal (nota fiscal) emitido para o cliente final ao efetuar a compra de um produto. Oferece mais garantia no controle fiscal por parte do governo;

  • Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e): é para identificar a prestação de serviços de transporte de cargas;

  • Manifesto de Documento Fiscal Eletrônico (MDF-e): serve para simplificar o sistema burocrático no transporte de cargas, agilizando o cadastro em lote de documentos fiscais de cargas em trânsito.


Saiba mais sobre as boas práticas de segurança alimentar. Cadastre-se no curso Boas práticas dos serviços de alimentação.


A emissão de notas fiscais eletrônicas



Depois de conhecer os diferentes tipos de nota fiscal eletrônica existentes, você provavelmente se perguntou: como emitir essas notas? Existem vários sistemas de nota no mercado, como escolher a melhor? É importante saber que para emitir:


  • NF-e: é necessário ter o certificado digital, autorização da Secretaria da Fazenda e usar um Sistema Emissor de NF;

  • NFS-e: precisa fazer a solicitação do pedido para emissão pelo portal do município;

  • CT-e: é necessário ter o certificado digital, autorização da Secretaria da Fazenda e usar um Sistema Emissor de NF.


Para ter validade jurídica, você precisa adquirir um certificado digital para confirmar sua autenticidade e provar (por meio de uma assinatura digital) que foi a sua empresa que emitiu a nota.


Além disso, é preciso se cadastrar junto à Secretaria do Estado da Fazenda do estado em que sua empresa está situada. Depois disso, você deve escolher um software emissor de notas fiscais. 


Controle as finanças do seu negócio de forma eficiente: Acesse o curso de Gestão financeira e saiba mais.


O caminho da emissão da Nf-e



Existem diversos softwares que emitem NF-e gratuitos ou a custos reduzidos. Depois da instalação da plataforma, o programa permite a emissão da NF-e,  gerando o arquivo digital, que possibilita o gerenciamento e cancelamento das notas.  A maioria desses softwares possui outras funções, como cadastros de clientes, produtos etc.


Assim, ocorrem os seguintes passos:


1. Pedido de compras ou pagamento de serviço;

2. Aceite do pedido e emissão da NF-e com envio para a Secretaria da Fazenda do estado (ou município) e Receita Federal;

3. Autenticação da transação;

4. Envio da NF-e via Internet ao vendedor ou prestador de serviço;

5. A mercadoria, acompanhada de um documento auxiliar da NF-e, é enviada ao vendedor ou prestador de serviço;

6. O vendedor ou prestador de serviço emite a NF-e (ou cupom fiscal) para produto;

7. A Secretaria da Fazenda do estado (ou município) recebe os dados da transação e envia a autenticação;

8. O cliente recebe o cupom fiscal, no caso de produtos comprados em loja física (ou enviado por e-mail) após pagamento nas transações virtuais;

9. O lojista emite relatório fiscais de fechamento de caixa.


Você sabia que a emissão de notas fiscais para MEI é facultativa?


Sim, o MEI fica desobrigado de emitir nota fiscal em negociações entre pessoas físicas; porém, para transações comerciais entre empresas (ou seja, pessoas jurídicas), a emissão da nota fiscal é obrigatória, inclusive quando é um comércio eletrônico.


Mas é mais simples, bastando solicitar a NF avulsa na Secretaria da Fazenda do estado em que atua. Vale lembrar que o MEI só é obrigado a adquirir o Certificado Digital se optar por emitir a Nota Fiscal Eletrônica.


Ao se formalizar, o MEI passa a ter cobertura previdenciária para si e seus dependentes, além de inúmeros benefícios como auxílio maternidade, auxílio-doença etc.


Mesmo sendo uma atividade facultativa, é interessante que o MEI registre todas as suas vendas por meio das notas fiscais, pois além de ajudar na emissão do comprovante de rendimentos por parte do contador, comprova que a empresa está de acordo com as suas obrigações tributárias, resultando em mais credibilidade perante os clientes e fornecedores.


O que achou deste guia rápido? Compartilhe com a gente sua experiência com NF-e!



Quer saber mais como desenvolver o seu time para ter melhores resultados? Acompanhe o curso Liderança: como desenvolver times de alta performance

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Vida de MEI
Vida de MEI
people 7445 participantes
O espaço dedicado exclusivamente aos Microempreendedores Individuais. Aqui você encontra conteúdo para ajudar quem já é MEI na solução dos problemas, e também para guiar todos aqueles que estão pensando em se formalizar. Seja bem vindo!
fixo
Em alta
Inscrição Estadual MEI - Paraná
24 nov. 2022Inscrição Estadual MEI - Paraná
VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
09 nov. 2021VENDAS NA INTERNET: Como trabalhar sendo afiliado
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?