Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Como as empresas podem ajudar na ergonomia de quem trabalha em pé

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Como as empresas podem ajudar na ergonomia de quem trabalha em pé
Criado em 10 MAI. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Algumas profissões exigem que os trabalhadores passem muitas horas em pé, seja atendendo o público ou fiscalizando a segurança da região. Apesar de ser necessário ficar todo esse tempo nesta posição, isso pode prejudicar a circulação sanguínea, principalmente nos membros inferiores, o que pode causar danos maiores às articulações.


Entre esses profissionais, é comum encontrar queixas como dores nos tornozelos, nos pés e até mesmo nas costas, mostrando que a qualidade de vida dos colaboradores é prejudicada. Dentro da empresa, isso também pode diminuir a produtividade, além de causar problemas como acidentes ergonômicos e absenteísmo.


De acordo com a CLT, no artigo 199, parágrafo único, há uma determinação para que os empregados que trabalham em pé tenham à sua disposição alguns assentos, que devem ser utilizados durante as pausas que o serviço permite. No entanto, é possível ir além e oferecer melhores condições.


Apoio para os pés

Nem todo trabalho pode ser feito com calçados mais confortáveis e que diminuam o impacto, como o tênis Nike feminino ou masculino. Nos casos em que isso não pode ser feito, utilizar um apoio para os pés pode ajudar a conseguir uma postura mais adequada, evitando dores e má circulação.


Para conseguir esse efeito, o apoio deve ser utilizado revezadamente entre os pés, garantindo que o peso não esteja todo o tempo sobre o mesmo pé e facilitando a circulação sanguínea.


Banco semi sentado

Os trabalhadores que devem estar em pé podem contar com o banco semi sentado como um equipamento ergonômico aliado, pois a posição evita que a postura do funcionário prejudique seu bem-estar. Nesse modelo de banco, as nádegas ficam apoiadas no assento, enquanto o trabalhador permanece em pé.

Por conta da altura do banco, há uma diminuição significativa na pressão sobre as pernas, melhorando a circulação e prevenindo dores.


Tapete antifadiga

Para as situações em que não é possível utilizar um mobiliário adequado para melhorar o bem-estar dos colaboradores, há a opção de usar o tapete antifadiga, outro importante aliado da ergonomia nos locais de trabalho.

O tapete antifadiga é produzido em material macio, que reduz o impacto do peso do corpo sobre o chão, diminuindo também os danos nas articulações e na circulação. Além disso, ele possui maior aderência, evitando as quedas no local em que for instalado.


Você sabia dessas opções para os colaboradores? Já usa na sua empresa?  

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 759 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil