Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightMulheres Empreendedoras keyboard_arrow_rightArtigos

Brasil está no top 7 países mais com mais mulheres empreendedoras

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Brasil está no top 7 países mais com mais mulheres empreendedoras
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 28 FEV. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

O empreendedorismo no Brasil tem ganhado muita força nos últimos anos. Grande parte desse destaque se deve à atuação das mulheres no mercado, já que o Brasil está entre os países com maior número de mulheres com seus próprios negócios. Apesar do crescimento na abertura de negócios gerenciados por elas, muitas ainda enfrentam dificuldades e desafios para prosperar


O Global Entrepreneurship Monitor (GEM) que divulga dados referentes ao empreendedorismo de mais de 100 países, realizou uma parceria com o Sebrae a fim de captar dados do Brasil. De acordo com o levantamento realizado, atualmente são mais de 30 milhões de empreendedoras no país, colocando o Brasil em 7º lugar no ranking de países com mais mulheres empreendedoras. Em 2019, elas eram apenas 24 milhões, havendo, portanto, um crescimento de 25% no mercado empreendedor.


A pesquisa realizada ainda revelou dados sobre a disparidade de faturamento entre negócios geridos por homens e mulheres. Cerca de 50% dos homens empreendedores ganham mensalmente pelo menos R$ 10 mil, enquanto apenas 38% das mulheres conseguem chegar a esse valor. Além disso, ainda mais alarmante é que 63% das empreendedoras chegam a apenas até R$ 2,5 mil.

 

As instituições apontam que as mulheres enfrentam uma série de dificuldades para fazer seus negócios prosperarem. Além da disparidade de faturamento em comparação com os homens, muitas não conseguem sair da informalidade ou carecem de conhecimentos para a utilização de ferramentas ou tecnologias que podem auxiliar em suas atividades, entre elas as redes sociais.


A respeito da informalidade, ela varia entre as regiões brasileiras. Os estados do sudeste e sul possuem as menores taxas de informalidade, tendo apenas 41% e 43% respectivamente, enquanto na região centro-oeste a informalidade de empreendedoras chega a 49%. São nos estados do nordeste e norte que a informalidade atinge índices ainda mais preocupantes, 63% e 75% respectivamente.


As dificuldades enfrentadas durante a pandemia de covid-19 foram um dos catalisadores para que muitas mulheres decidissem abrir seu próprio negócio. Com o crescimento do desemprego e a falta de renda, 26% das mulheres apostaram no empreendedorismo para melhorar suas condições de vida.


O Sebrae, que se ocupa de promover as micro e pequenas empresas, desenvolveu um projeto para auxiliar exclusivamente mulheres em 2019, o Sebrae DELAS, cujo nome é abreviação de Desenvolvendo Empreendedoras e Líderes Apaixonadas pelo Sucesso.


Além de difundir o empreendedorismo feminino, o objetivo do programa é profissionalizar sua atuação e ajudar no desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para que seus negócios prosperem.


Outro programa de desenvolvimento do empreendedorismo para mulheres é realizado pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora. A instituição começou a atuar durante a crise de saúde de 2020 e já chegou a captar cerca de R$ 40 milhões para impulsionar projetos. Uma de suas atuações mais bem sucedidas se deu através da ação Heróis Usam Máscaras em que um aporte financeiro de R$ 25 milhões foi destinado a mais de 5 mil costureiras, de 20 estados, para que produzissem máscaras de pano para serem distribuídas gratuitamente.


Iniciativas como a do Sebrae e do RME ajudam as mulheres a conquistarem seus sonhos e independência financeira, o que impacta diretamente na economia brasileira. Um relatório realizado pelo Mckinsey Global Institute indica que o PIB brasileiro poderia aumentar em até 30% ao promover a igualdade de condições de trabalho, por exemplo.


Para que as mulheres conquistem cada vez mais espaço no empreendedorismo, é importante haver projetos que promovam a profissionalização, capacitação e utilização de tecnologias, desde a ajudar a entender como funciona a declaração de imposto de renda, como utilizar redes sociais e plataformas digitais para aquecer suas vendas.



Flavia Viana

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Mulheres Empreendedoras
Mulheres Empreendedoras
people 1784 participantes
Somos uma comunidade de mulheres empreendedoras, que lutam diariamente para superar as dificuldades e chegarmos onde queremos! Somos fortes e empoderadas.
fixo
Em alta
Empreender é sobre Crescer e Contribuir
20 out. 2022Empreender é sobre Crescer e Contribuir
Seja a Influenciadora do seu negócio!
10 ago. 2022Seja a Influenciadora do seu negócio!
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?