Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Benefícios da marca gráfica, a logo.

avatar ANA CAROLINE DOS SANTOS BINI
Ana Caroline Dos Santos Binifavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Benefícios da marca gráfica, a logo.
Criado em 14 JAN. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Quando falamos sobre a gestão de marcas (branding), nos centramos muitas vezes em educar sobre o que não é branding, e por isso, a marca gráfica (logo) acaba sendo a primeira comparação para mostrar esta oposição. Mas isto não quer dizer, que a marca gráfica não seja importante e até mesmo possível dizer que ela tem um papel fundamental na construção da imagem marca.


Como trouxemos no texto Como escolher uma logo para minha empresa? é muito importante que ao criar uma marca gráfica ela cumpra com alguns requisitos específicos.


Mas tudo isso, é importante contribuir para alcançar um melhor resultado do negócio. Portanto, para saber se a construção da marca foi adequada para seu negócio, ela deve passar por algumas etapas que levem as pessoas a se tornar clientes.


  1. CHAMAR A ATENÇÃO: Diariamente somos impactados por aproximadamente seis mil mensagens de marcas. Por isso, conseguir um lugar na mente do consumidor e ganhar reconhecimento é muito importante. Mas devido a percepção seletiva precisamos ser originais saindo do lugar comum, conseguindo que o subconsciente nos dê acesso e a atenção do indivíduo.
  2. PERCEPÇÃO POSITIVA: Gerar uma percepção positiva é ter uma primeira impressão positiva. É um momento de percepção rápida, na qual a estética tem um papel fundamental. Será nesta fase que o indivíduo fará o pré-julgamento da marca, concluindo se ela é ou não confiável, decidindo passar para um próximo estágio ou sair dessa jornada.
  3. PERSONALIDADE: Após ter uma percepção positiva da marca, é o momento de mostrar suas características formais que apresentem ao receptor sua personalidade. Neste momento o alinhamento da marca gráfica com a identidade da sua empresa é fundamental. Os atributos escolhidos para a construção da marca são peças que o receptor utilizará para decodificar o seu negócio. Muitas vezes uma produção executada com alto grau de qualidade estética, mas desalinhada, pode ter um desempenho pior que uma de baixa qualidade gráfica alinhada com a personalidade da empresa.
  4. MENSAGEM: Além da personalidade, precisa ser definida qual a mensagem a ser comunicada. E nessa escolha, existem diferentes opções possíveis: O que? foco no produto Como? foco na personalidade Para quem? foco no público Por quê? foco no propósito
  5. LEMBRANÇA: Passadas todas as etapas anteriores com sucesso, é provável que já tenhamos conquistado um espaço na mente do consumidor e seremos lembrados e talvez, considerados como uma opção no processo de compra.
  6. PERCEPÇÃO DE VALOR: Sobre todas as marcar conhecidas e lembradas o consumidor irá fazer uma priorização considerando o custo-benefício. Este fator é uma percepção subjetiva sobre o valor da marca e seus preços, ou seja, quanto a marca vale e quanto ela custa. Lembrando que quanto mais sua a marca seja forte a sensibilidade ao preço diminui, deixando maior espaço a questões emocionais.
  7. DECISÃO / COMPRA: Chegando nesta etapa, a logo sai de cena e deixa lugar a questões como: promoções, experiência, design de espaços, discursos de vendas e cupons de desconto, entre outros. Estes fatores serão os verdadeiros responsáveis pelo fechamento da venda ou não.
  8. SATISFAÇÃO: Após a compra precisamos entender que um cliente satisfeito não é aquele que apenas recebeu os produtos, mas aquele que conseguiu ser atendido nas suas expectativas. Durante as etapas anteriores é criada uma promessa e ela deve ser cumprida.
  9. FIDELIZAÇÃO: Caso o cliente tenha uma experiência positiva e ficar satisfeito, isso tornará ele um possível cliente recorrente, diminuindo assim, o esforço de comunicação por parte da sua empresa, bem como as etapas do processo para novas compras.
  10. RECOMENDAÇÃO: E por último, o cliente torna-se facilitador de venda da empresa, trazendo um número maior de clientes recomendados, e que devido a sua experiência podem pular algumas das etapas, chegando na fase de decisão mais rápido e de forma mais econômica.


Passando por todas estas etapas, podemos ver que a logo não é responsável pela venda do produto ou do serviço, mas sua contribuição para que isso aconteça é fundamental.


Por isso, procure construir sua marca gráfica consciente dos benefícios que ela pode trazer para seu negócio. Cada marca possui sua identidade e ela deve ser refletida em todos os pontos de contato, fundamentalmente na sua identidade visual, sua roupagem.


Se você não se apresenta para uma entrevista de emprego de pijama, por que fazer isso com a sua empresa?

avatar ANA CAROLINE DOS SANTOS BINI
Ana Caroline Dos Santos Bini
Especialista em Gestão da Inovação | Assistente Sebrae PR - Reg. Centrofavorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 768 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?