Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDo Campo à Mesakeyboard_arrow_rightArtigos

Aprendizados ALI RURAL e AGRICULTURA FAMILIAR

avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Akifavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Aprendizados ALI RURAL e AGRICULTURA FAMILIAR
Criado em 19 JUN. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

O trabalho de supervisão, com o ALI Rural, é uma experiência gratificante. Esse novo produto do Sebrae leva gestão e boas práticas para a agricultura familiar e permite que a competitividade e a inovação cheguem a novas fronteiras.


No primeiro passo do trabalho é feito um diagnóstico, através do RADAR, para entender o nível de maturidade do produtor e suas urgências. O fato interessante aqui é que o pilar CUSTOS quase sempre se apresenta como mais urgente do que o pilar VENDAS E MARKETING.


Isso se justifica uma vez, como quase sempre esses produtores estão no nicho da alimentação, o mercado existe, contudo o valor agregado é baixo, a produção é inconstante e a logística um grande desafio.


Para o micro e pequeno produtor há um entendimento que CUSTO = falta de liquidez. Assim, todas as vezes que ele tem que pagar um boleto, uma NF de fornecedor ou uma conta na loja de insumos, ele sente a falta de recursos. Como suas vendas quase sempre acontecem na plenitude do que está produzindo, o candidato natural para justificar essa dificuldade são os custos, uma vez que, mesmo que não haja controle administrativo, só pode ser ele o violador.


É muito importante mostrar para o agente ALI Rural a diferença entre custos e liquidez, para que ele possa direcionar corretamente a construção do plano de ação a ser executado.


Vamos analisar o seguinte passo a passo:


  • Falta de liquidez para pagamento dos insumos (daí a conclusão de que o problema são os custos)

  • Falta de registros e logo falta de análise sobre o caminho do dinheiro na propriedade (na maior parte das vezes não se tem ideia sequer de quanto é o faturamento)

  • Crença de que domina o processo produtivo e que esse não é um problema



  1. PASSO 1 | DESPERTAR analisando o patrimônio atual e fazendo uma projeção da propriedade há um ano atrás (o que disso não havia há 1 ano), podemos destacar quanto investimento foi feito. Isso mostra que o dinheiro aconteceu, apenas fugiu do controle.


  1. PASSO 2 | ATENÇÃO quando escolhemos um indicador de produtividade (exemplo litros de leite diários por vaca, ou kgs de ração por kg de despesca, ou volume de vendas por canteiro) podemos apontar o quanto de dinheiro está sendo perdido dentro da propriedade (porque na maioria das vezes o indicador individual comparado com o indicador ideal aponta para o tamanho da oportunidade de melhoria.

  2. PASSO 3 | CONTROLES BÁSICOS a introdução de um livro caixa, de uma pasta para agendamento dos pagamentos e uma série de envelopes para guarda de recibos, Um quadro na parede para a gestão visual da propriedade (tarefas da semana, indicadores atuais etc.). Isso vai mostrar o quanto estamos investindo sem saber, o custo da pessoa física e realmente quanto está sendo custo da produção.

  3. PASSO 4 | MELHORIA DE PROCESSOS uma vez que há o engajamento para a necessidade de implantar processos, boas práticas e controles, passamos a melhorar resultados e liquidez. Isso melhora a competitividade e o universo da porteira para dentro. Isso permite melhor qualidade de vida para o produtor e mais recursos para planejar investimentos.

  4. PASSO 5 | PLANEJAMENTO PRODUTIVO fechamos o circuito com a sustentabilidade da propriedade, organizando finalmente a administração do negócio.

O produtor rural é por vezes descrente na gestão e tem dificuldades para lidar com processos que não fazem parte do seu dia a dia. Afinal, a vida urge e as contas também. O processo de melhoria dos pequenos negócios rurais vai além da implantação da gestão. Ele passa pela trilha de engajamento do produtor em um mundo ao qual ele não pertence, mas que, não conseguirá persistir na atividade em que está se não conseguir enfrentar a passagem para ele.

Augusto Aki Consultor/Supervisor do ALI RURAL


avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Aki
favorite_outline Seguir Perfil
capa Do Campo à Mesa
Do Campo à Mesa
people 1644 participantes
Você produtor, empresário, técnico e curioso do setor de agronegócios, alimentos e bebidas é nosso convidado especial para fazer parte desse espaço para quem busca conhecimentos sobre tecnologias, inovações, tendências, legislações, ou seja, novidades para o setor/segmento de agronegócios/alimentos e bebidas. Participe! Acesse, escreva e compartilhe artigos, entrevistas, vídeos e orientações.
fixo
Em alta
Dispara pedido de recuperação judicial por produtor rural
07 fev. 2024Dispara pedido de recuperação judicial por produtor rural
Como o ERP pode ajudar no setor de alimentos
29 mar. 2023Como o ERP pode ajudar no setor de alimentos
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?