Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightDia a dia do Empresáriokeyboard_arrow_rightArtigos

Aprenda a elaborar um orçamento empresarial para o seu negócio

avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Vianafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Aprenda a elaborar um orçamento empresarial para o seu negócio
Criado em
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Independentemente de ser um negócio estreante ou de longa data, um orçamento empresarial é essencial para qualquer empreendedor, pois o sucesso e a longevidade do empreendimento dependem disso. Garantir essa organização financeira ajuda a controlar melhor o fluxo de caixa, ou seja, quanto se gasta para manter a operação e quanto se lucra mensalmente, o que por sua vez ajuda a planejar melhor os próximos passos da expansão do negócio.

A forma como um empreendedor investe na sua empresa varia muito, de acordo com seu segmento e suas estratégias adotadas, mas é através do seu orçamento empresarial que ele conseguirá saber se os lucros estão superando os gastos. Esse planejamento pode ser feito de forma mensal ou anual, ficando a cargo do próprio empresário decidir qual a melhor abordagem de acordo com sua necessidade. Ao colocar tudo na balança, é possível traçar uma rota de forma mais assertiva, reduzindo gastos descartáveis e investindo naquilo que o negócio mais está precisando.

Separe a conta pessoal da empresarial

A primeira coisa que um empreendedor deve ter em mente é saber separar sua vida financeira pessoal do seu negócio. Esse é um erro muito comum entre empresários inexperientes, que costumam ter uma única conta bancária para as duas coisas. Para evitar misturar os orçamentos, é altamente recomendado criar uma conta bancária para sua empresa, onde serão depositados todos os lucros.

Pró-labore

Ao separar as contas, é hora de definir um pró-labore compatível com sua margem de lucro. O pró-labore seria o salário do proprietário, ou seja, um valor fixo que não deve ser confundido com o total dos lucros, mas deve se basear nessa quantia para que não interfira no que deve ser investido na empresa. Para que o negócio tenha espaço e capital para continuar crescendo, é indispensável que o empreendedor mantenha isso em mente e adapte seu custo de vida ao faturamento da empresa.

O restante consiste apenas na separação de tudo que é gasto pessoal e gasto da empresa. É importante anotar qualquer coisa que envolva transações monetárias dentro do negócio, desde a utilização de produtos e serviços até o valor das contas de água, luz e internet (caso tenha um espaço físico para operar). Aqueles que desejarem tirar uma parte do seu pró-labore para injetar na empresa também precisam deixar tudo anotado, inclusive o que vier de investimentos pessoais, como o fundo DI, por exemplo.  

Seguindo esse passo a passo, é possível perceber um crescimento mais acelerado e seguro do seu empreendimento, sem colocar o negócio ou a sua vida financeira em riscos desnecessários. 


avatar FLAVIA DE SIQUEIRA VIANA
Flavia De Siqueira Viana
favorite_outline Seguir Perfil
capa Dia a dia do Empresário
Dia a dia do Empresário
people 768 participantes
Comunidade digital que reúne conteúdo prático sobre o DIA A DIA DO EMPRESÁRIO de Micro e Pequena Empresa.
fixo
Em alta
4 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
14 dez. 20224 pequenos negócios rurais lucrativos para 2023
Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
03 nov. 2023Guarulhos se destaca na geração de empregos no Brasil
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?