Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Abrir ou não abrir o MEI durante a crise econômica, eis a questão?

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Limafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
Abrir ou não abrir o MEI durante a crise econômica, eis a questão?
Criado em 16 NOV. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Muitos funcionários perderam seus empregos CLT com a crise do coronavírus e uma saída para conseguir um dinheirinho  é empreender, por necessidade e também de maneira a aproveitar a oportunidade do momento. 

Para quem planejava dar início a uma nova empreitada com a vida de empreendedor com prestações de serviços, por exemplo, e a abertura de um MEI, as dúvidas estão latentes.

Por isso, muitas dessas pessoas seguem se perguntando se esse seria o momento certo para tirar esse sonho da vida empreendedora do papel, ou então se é melhor adiar os planos ou até mesmo partir para outras opções de trabalho tendo em vista o cenário da crise econômica incerta o qual nem ao menos podemos imaginar ainda quanto tempo irá durar.

E provavelmente, você aí, que entrou neste texto esperava encontrar por aqui da minha parte uma resposta assertiva e direta para essa sua dúvida: SIM ou NÃO.

Mas a verdade é que eu não tenho esse tipo de resposta para você e nem para ninguém, já que nada na vida empreendedora é tão certo e assertivo como uma receita de bolo, mas também porque querendo ou não, quem precisa tomar essa decisão - que acredite, eu sei que não é fácil - é você mesmo!

Mas a boa notícia é que eu posso sim,  e vou, te ajudar a chegar em sua resposta apontando o que você precisa levar em consideração e colocar na balança antes de tomar a sua decisão.

Prós e contras da abertura do MEI em tempos de coronavírus

Quando falamos em crise econômica logicamente associamos o momento a tempos de muita dificuldade para empresários, e ele realmente é para a grande maioria de nós, porém não para todos. E essas exceções são extremamente importantes, principalmente para você que pensa na possibilidade de entrar no mercado justamente agora.

Ao parar para pensar não é preciso ir muito longe não para encontrar exemplos de empresas ou tipos específicos de serviços que na contramão da maior parte dos empresários, vê a demanda pelo seu produto/serviço crescer durante um momento como esse, e consequentemente, vê o seu negócio crescer ainda mais do que aconteceria sem as transformações da crise.

Cita-se aqui como exemplos os mercadinhos de bairros que viram o seu movimento alavancar de um dia para o outro com o início da quarentena; profissionais que já prestavam serviços online e a distância e que portanto já tinham muito mais experiência adquirida para enfrentar esse momento de distanciamento social; e até mesmo apps e empresas de delivery, as quais estão trabalhando mais do que nunca e até mesmo contratando novos funcionários para conseguir atender a nova demanda.

Então você que pensa em efetivar o seu MEI nesse momento precisa analisar a fundo esses cases de sucesso em tempos de pandemia e tentar perceber em quais quesitos o seu futuro negócio poderia se aproximar ou então se distanciar desses sucessos. Antes de tomar a sua decisão você precisa ter certeza que se ao entrar no mercado agora você traria revoluções para a maneira como se consome o seu produto/serviço para conseguir ter sucesso em um momento tão incerto.

Se existem mais pontos próximos do que distantes à realidade dos cases de sucesso, ponto positivo para você e para a abertura do seu negócio nesse momento.

Além disso, outra dica que fica por aqui é a profunda análise de como o seu serviço/produto se encaixaria nesse momento tão atípico para. Mais ainda, você tem que levar em consideração que o comportamento do consumidor está em fase de transição e provavelmente não voltará a ser o mesmo de antes. Ou seja, o seu negócio precisa estar bem estruturado para atender essas novas demandas do consumidor.

O planejamento bem organizado e detalhado de cada passo a ser tomado no seu negócio nesse momento é mais importante do que nunca. E se você já o tem, mais um ponto a favor da abertura do seu negócio se não essa é a primeira coisa a qual você deve se dedicar para seguir com os planos.

Pergunte-se:
Você tem diferenciais nesse sentido do seus concorrentes que já estão no mercado para chegar ao público nesse momento de crise econômica e conseguir conquistá-lo sem a proximidade física?

Mais do que isso, o seu negócio também precisará estar nos meios digitais de maneira muito forte, assertiva e presente. Isso não apenas agora, mas daqui para frente a todo o momento. Você já está preparado para isso? Sabe exatamente como serão as suas divulgações e ofertas nos âmbitos digitais?

Você está preparado para entrar no mercado agora e mostrar esse diferencial para o seu cliente? Você já sabe exatamente como o seu negócio irá impactar e posteriormente o seu produto/serviço chegar ao seu cliente em momento de distanciamento digital?

Quanto mais respostas positivas você teve ao longo dessas reflexões, mais você está preparado e estruturado para entrar no mercado nesse momento, ou seja, as respostas positivas até aqui pesa a balança para você seguir como planejado e abrir o MEI agora mesmo.

Se você chegou até aqui, certamente é porque está planejando fazer a abertura do MEI em breve, então vamos entender também quais são os significados disso para você a partir de agora.
 

O que significa se tornar um MEI?

Quando você se cadastra como um, você passa a ter CNPJ, ou seja, tem facilidades com a abertura de conta bancária, no pedido de empréstimos e na emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.
Dentre eles, destaca-se:

  1. Direito a auxílio-maternidade;
  2. Direito a afastamento remunerado por problemas de saúde;
  3. Aposentadoria;
  4. Isenção dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL);
  5. Com CNPJ, pode abrir conta em banco e tem acesso a crédito com juros mais baratos. Pode ter endereço fixo para facilitar a conquista de novos clientes;
  6. Passa a contar com a cobertura da Previdência Social para você e sua família. Além do apoio técnico do Sebrae para aprender a negociar e obter preços e condições nas compras de mercadorias para revenda, obter melhor prazo junto aos atacadistas e melhor margem de lucro.

Lembrando ainda, que neste momento específico de crise econômica por conta do coronavírus, o Microempreendedor Individual também tem direito ao auxílio emergencial do Governo Federal para ajudar a manter as suas atividade em andamento. Sobre esse assunto você pode se informar melhor no texto: O que o MEI precisa saber sobre o auxílio emergencial, aqui!

 

Quais as obrigações do MEI?

O Microempreendedor individual passa a ter como despesa fixa o pagamento mensal do SImples Nacional, o qual pode ser feito por meio de débito automático, online ou da emissão do documento de arrecadação do SImples Nacional - DAS.

Os valores da contribuição variam entre R$50,00 e R$60,00 , sendo:

Setor de comércio ou Indústria: R$52,25 ou R$53,25.
Prestação de serviços: R$57,25
Comércio e serviços juntos: R$58,25

Como abrir um MEI?

Agora que você já teve informações suficientes para decidir pelo sim ou pelo não da abertura do MEI, então vamos às vias de fato para entender como realizar essa abertura oficial.

Abrir um MEI normalmente é muito mais simples do que se imagina! Para isso, você não irá precisar nem mesmo contratar um contador ou qualquer tipo de intermediário e qualquer dúvida que possa surgir pode ser sanada com os consultores do Sebrae-PR gratuitamente.

A inscrição deve ser  feita eletronicamente através do site www.portaldoempreendedor.gov.br e não paga-se nada para realizar esta inscrição.

Fique atento no momento de realizar a inscrição pois atualmente existem muitos sites falsos na internet que prometem a abertura do MEI e no entanto pedem os dados do seu cartão de crédito para um golpe. Então não preencha nenhum dado de pagamento (se isso for pedido, com certeza você está em um site falso) e certifique se de que você está no portal oficial do governo antes de fazer a sua inscrição.
 

Quais os documentos e dados necessários?

Para a abertura do MEI, você precisará preencher alguns dados pessoais na plataforma do Governo, bem como RG, Título de eleitor ou Declaração de Imposto de Renda, dados de contato e endereço residencial.

Além disso, é preciso decidir nesta mesma etapa os dados do seu  negócio: tipo de atividade econômica a ser realizada, forma de atuação e ainda informar o local onde o negócio será realizado, caso você não tenha um escritório, esse endereço poderá ser o residencial.
 

Quais as condições para se tornar MEI?

  1. Para fazer a inscrição do MEI, o empreendedor não pode participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa, nem ter mais de um estabelecimento.
    Além disso não podem fazer a abertura do MEI, pessoas que sejam sócias de sociedade empresária de natureza contratual ou administrador de sociedade empresária, nem sócio ou administrador em sociedade simples.
     
  2. Como MEI, o empreendedor poderá contratar no máximo um empregado;
     
  3. Para ser MEI, é necessário exercer uma das atividades econômicas previstas no Anexo XI, da Resolução CGSN nº 140, de 22 de maio de 2018, o qual relaciona todas as atividades permitidas ao MEI.

Lembrando que a qualquer momento no futuro com o crescimento do negócio, é possível mudar o título de Microempreendedor individual pra ME - Micro empresa, ou mudar e incluir títulos de atividades realizadas.

À você que entrará nesse momento para a vida de empreendedor, seja bem vindo ao Clube!! Uma coisa é certa: não será nem um pouco fácil mas será extremamente gratificante. Mantenha-se em contato conosco, sempre estaremos aqui para ajudá-lo nos novos desafios.

Se você tiver dúvidas, questionamentos ou quiser direcionamento de como agir no seu negócio, em meio ao Coronavírus, entre em contato com nossa equipe, através dos canais digitais abaixo. 

 Atendimento Digital SEBRAE 
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail ou 0800 570 0800 :)

 

Um abraço, 
Bianca Becker.

avatar BIANCA BECKER DE LIMA
Bianca Becker De Lima
Sou Estrategista Digital, Produtora de conteúdo e Coordenadora da Comunidade Sebrae. Formada em Administração de Empresas, pós graduada em Marketing pela PUC/PR, tenho especializações em Marketing Digital. Apaixonada pelo vídeomarketing, também ensino pessoas a gravarem vídeos e atuarem no Instagram. Trabalho no Sebrae/PR há 10 anos :)favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5306 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?