Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

4 passos para uma importação legal.

avatar SILVIA ZUCKERT NUNES VANALI
Silvia Zuckert Nunes Vanalifavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
4 passos para uma importação legal.
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 18 NOV. 2021
text_decreaseformat_color_texttext_increase

A legislação que regula as importações e exportações no Brasil é rigorosa. Para que não haja problemas como multas, atrasos e apreensões.

Separamos 4 passos fundamentais para uma importação de sucesso.


1° Obtenha um CNPJ

Pessoa física não pode importar grandes quantidades de mercadorias sem estar licenciada e que não seja para uso próprio. Se você quer comercializar mercadoria importada, precisa de um CNPJ.

Ao abrir sua empresa é importante que ela esteja classificada no ramo do objeto da importação e exportação. 


2° Habilite sua empresa no RADAR/SISCOMEX

O radar é solicitado junto a Receita Federal e o deferimento depende do porte financeiro da empresa.

O SISCOMEX é um sistema que integra informações e documentos necessários aos processos de importação e exportação a fim de regulamentar os processos.

Para ter acesso ao sistema, a empresa precisa estar habilitada no RADAR para fazer as transações com o exterior.

 

3º Defina a NCM correta de cada item importado

NCM é um conjunto de números que determina do que é feita, função e utilização da mercadoria em questão. Ela também serve para nos dar um entendimento universal em relação ao produto negociado. Com essa classificação, você saberá quais alíquotas de impostos incidirão sobre os produtos e quais são os documentos específicos que a mercadoria em questão exige.

 

4° Esteja a par de toda a documentação

Existem alguns documentos que são obrigatórios na importação de mercadorias. Podemos citar:

Documentos internacionais:

  • Fartura comercial (invoice);
  • Packing List;
  • Conhecimento de embarque.

Documentos nacionais;

  • LI/LCPO - Licença de importação (a necessidade varia de acordo com a mercadoria);
  • Declaração única de importação (DI/DUIMP).
Um processo tranquilo é consequência de um gestor que conhece os detalhes das operações.

Cada um dos 4 passos citados são essenciais para evitar dores de cabeça.

A complexibilidade da atividade é reduzida e a experiência das pessoas que administram o negócio aumenta.

Gostou do conteúdo? Curta e comente suas dúvidas! 

avatar SILVIA ZUCKERT NUNES VANALI
Silvia Zuckert Nunes Vanali
Sou Silvia, trabalho a mais de 20 anos com comercio Exterior, proprietária da empresa S&S Comex prestando assessoria Aduaneira na área de Importação e Exportação, abrangendo toda parte logística do comércio Internacional.favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5314 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?