Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightMulheres Empreendedoras keyboard_arrow_rightArtigos

Estratégia Comercial: 10 insights para 2023

avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Akifavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt
 Estratégia Comercial: 10 insights para 2023
Criado em 05 NOV. 2022
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Duas coisas que já aconteceram, mas que estamos demorando a internalizar:

  • Passamos da pandemia para o ciclo POS PANDEMIA, que traz consigo uma contextualização diferente em quase tudo e decorre dos traumas e das reflexões tiradas entre 2020 e 2021. Isso afeta o consumo.
  • A eleição já acabou e independente do que lado você estava, a partir de 2023 teremos um cenário de conflito político e de grandes dificuldades com as políticas de desenvolvimento econômico. Isso também afeta o consumo.

Uma vez que passemos da fase de perplexidade e confusão mental para a fase não tem jeito e temos que fazer alguma coisa a respeito, temos que nos focar em uma regra básica:

Você não tem controle sobre o que acontece na economia, você não tem controle sobre o que acontece no contexto social, você não tem controle sobre o que acontece no contexto político. 

A ÚNICA COISA QUE VOCE TEM CONTROLE É SOBRE AS DECISOES QUE TOMARA PARA DIRECIONAR SEU NEGÓCIO, SUA CARREIRA E SUA VIDA!

Simplificando e reduzindo até esse nível, podemos focar em reflexões sobre como iremos nos posicionar sobre um suposto cenário restritivo para 2023/2024.

Recolhendo e juntando o que vi de mais interessante sobre pilares para estruturar sua trilha estratégica, listo abaixo várias dualidades que você deve considerar, onde, de um lado está o aspecto mais comumente percebido pelos empreendedores e de outro um caminho alternativo a explorar e que pode lhe render resultados diferenciados. Ao final da lista trato da razão que lhe assegurara resultados se aplicar essa perspectiva.

1.    Reconhecimento x gratidão todos estamos carentes e buscamos reconhecimento. Seja como funcionários, como parceiros, como amigos e tudo mais. Foque-se, contudo, em criar maneiras de demonstrar e de ajudar seus clientes a demonstrar gratidão!


2.    O que x porque a descrição do que oferecemos é sempre a parte mais tangível de qualquer negociação e isso da clareza e transparência. Foque-se, contudo, no porque, uma vez que as pessoas já têm acesso a tudo e a decisão sempre será tomada a partir de uma visão de consistência com os novos valores que movem clientes, funcionários, parceiros etc.


3.    Medos x busca do equilíbrio: nunca na história recente do Brasil o medo teve tanta importância no comando da vida das pessoas. Seja pela pandemia, seja pelo resultado das eleições, seja pelos desafios de dinheiro do dia a dia. Muito se fala da importância de destaque dos benefícios, nas propostas que fazemos.


      Foque-se, contudo, em criar uma conexão entre aquilo que você oferece e a busca de paz e equilíbrio por parte do cliente (seja na economia de seu tempo, seja na economia de seus recursos, seja na simplificação da sua vida etc.)


4.    Atendimento automatizado x automatizar o acolhimento devido ao volume de contatos a serem feitos e aos recebidos, é natural que a busca pela automatização do 1º contato tenha sido usado com tanta energia pelas empresas. Foque-se, contudo, em criar alternativas para ir contra a mare.


      Estamos em um momento em que a atenção nunca foi tão valorizada. É preciso desenvolver formas automatizadas de follow up e deixar o atendimento pré-venda mais humano, pois isso faz a diferença entre frequência, que todos buscam.


5.    Descompressão x relaxamento a descompressão é uma demanda que cresceu com o estresse urbano durante as últimas décadas. Fruto disso, a bebida, o jogo e todas as formas de indulgencia tiveram aumento de consumo. 


      Foque-se, contudo, na conexão entre sua proposta e o alcance do relaxamento pelo cliente. Formas de evitar a preocupação, desconexão com o mundo, criação de experiencias e valorização do agora terão mais valor do que preço, acreditem!


6.    Interagir x escutar as empresas têm sido incentivadas a melhorar seus canais em termos de interação com os clientes, para que isso resulte em maior engajamento com as marcas. As pessoas querem mais que isso. 


      Foque-se, contudo, na criação de formas eficientes de escuta diagnostica. Ela te dará matéria prima para fidelizar o cliente, criar produtos e serviços de maior valor e fazer propostas vitoriosas. Venda menos mais venda melhor!


7.    O moderno x o vintage a cultura de consumo baseada nos ciclos descartáveis de produto, na compra pela compra e na necessidade de permanente atualização estará em baixa.


      Foque-se, contudo, na criação de apelos vintage, pois as pessoas veem a felicidade como uma associação a ícones que remetem ao passado, onde a felicidade parecia ser mais natural. Não somos contra a inovação, mas é preciso entender a inovação também no sentido sensorial e não apenas produtivo e ergométrico!


8.    Lazer x afetivo a era do lazer, muitas vezes simbolizada pelo final de semana nos shoppings, onde o tempo sempre era curto, o consumo era alto ou frustrado e o descanso mental não se realizava é um modelo que pode trazer menos resultados. 


      Foque-se, contudo, em formas de ser uma alternativa de conexão entre o momento de descanso e o reforço da afetividade, do acolhimento e da paralização do tempo. Quem reencontra o domínio sobre sua vida não teme a passagem do tempo, e fazer o que nos conforta, sem pressa, nos coloca de novo como donos de nossas vidas!

9.    Ser ético x responsabilidade social Nelson Rodrigues já dizia de perto ninguém é normal. Isso traz consigo a ideia de que ao se mostrar par ao mundo, todos se apresentam como defensores da ética, porém, os comportamentos, por vezes, derrubam o discurso. 


       Foque-se, contudo, em criar formas de ajudar as pessoas a se engajarem e demonstrarem sua responsabilidade social. Todos querem ajudar, mesmo os que possam não ter dinheiro sobrando, mas existe dificuldade de se conseguir fazer isso, por vezes, porque quem capta não cria formas de facilitar o voluntariado e a participação. Se sua empresa quer ter um proposito real, transforme isso em caminhos para ajudar as pessoas a demonstrar sua responsabilidade social!


10. Conectar-se x pertencer - muito se tem falado na necessidade e na busca das pessoas se conectar. As mídias sociais demonstraram como isso pode ter chegado ao limite. 


      Foque-se, contudo, em criar pertencimento, através da criação e fomento de tribos, sobre os temas onde você atua. As pessoas adoram saber mais, adoram conhecer casos de sucesso, querem saber sobre boas práticas. Todos queremos moedas sociais e o pertencimento a tribos nos ajuda a conseguir isso!


Existem milhões de formas de aplicar essa transição de conceitos e cabe a habilidade empreendedora de cada um achar a sua. O certo é que arriscar-se a tentar, apesar do risco de erros, te deixara mais forte, tanto pelo aprendizado quanto pela demonstração de inovação para seu microuniverso.


Mais que qualquer crise, as pessoas querem mais da vida. Elas querem compensações pelo desgaste que o dia a dia tem lhes dado. Eles querem uma vida que faça sentido. 


Olhando para o lado B de cada um desses parâmetros desenharemos uma forma nova de lidar com o mundo e seu negócio irá desenvolver uma personalidade forte o suficiente para sobreviver, crescer e ser sustentável, seja qual for a situação da economia, da concorrência e do mundo!



Augusto Aki - Consultor de modelos de negócios, de desenvolvimento local e de marketing

 

PS Se desejar, tenho uma palestra sobre essa visão que pode ajudar sua equipe, seus parceiros ou seus clientes a também despertar para essa nova perspectiva de se fazer negócios.



avatar AUGUSTO YASUO AKI
Augusto Yasuo Aki
favorite_outline Seguir Perfil
capa Mulheres Empreendedoras
Mulheres Empreendedoras
people 1776 participantes
Somos uma comunidade de mulheres empreendedoras, que lutam diariamente para superar as dificuldades e chegarmos onde queremos! Somos fortes e empoderadas.
fixo
Em alta
Empreender é sobre Crescer e Contribuir
20 out. 2022Empreender é sobre Crescer e Contribuir
Seja a Influenciadora do seu negócio!
10 ago. 2022Seja a Influenciadora do seu negócio!
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?